! !

quarta-feira, 2 de maio de 2012

... "Lutar em Ti meu mar ..."



"Sinto quase como se de uma necessidade se tratasse..
Ler-me, reler-me...
As palavras, lê-las "ver-me" escrita,
procurar sentido no tanto que faz não ter sentido.
Se fizesse...?
Se tudo fizesse sentido, de que nos serviria a "garra",
 as "ganas" de enfrentar o mundo numa partida em busca da glória,
da vitória, de conquistar mundos interiores sem olhar a mundos exteriores?
De que serviria?
O que me leva a ser assim?
A mim eu sei...
Olho à minha volta e questiono se aqueles que em mim habitam, também eles sentem essa necessidade constante da conquista, do conquistar, do ser conquistado.
Será uma busca em busca de afirmação?
Não?
Não, não é, e no dia em que eu entender que a busca da "glória",
se volta apenas e só a isso...resigno-me de uma vez por todas.
Desisto da minha crença, crente de que sim é possível,
ir à conquista de mundos, de máres, nunca dantes navegados, nunca de antes conquistados,
Quanto eu um dia não acreditar, e num leito ensanguentado me deitar,
 repousarei somente, e  só, porque tudo o resto se terá perdido,
pelo caminho do entendimento desentendido, tudo não fará mais sentido.
Enquanto eu acreditar, irei lutar, em Ti meu Mar, contra ventos e marés, enfrento o cabo das tormentas, procuro destruir o velho adamastor, faço da noite dia, e da tempestade a bonanza. Enquanto eu acreditar, não desisto nem desistirei de lutar".

Maria

Beijo n´oteudoceolhar.

(Proíbida cópia parcial ou integral, quer do texto quer da imagem.
Ambos são de minha autoria e estão registados em meu nome. Fevereiro 2012).


 

Etiquetas: , ,

14 Comentários:

Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria minha princesa
Essa busca não é importante! Importante é lutar, o acreditar, mesmo sofrendo porque só assim aprenderemos imenso e compreenderemos algo mais da vida, ela todos os dias nos ensina muita coisa e, quem pensar que sabe tudo é quando não sabem nada, nós vivemos num mundo de sensações que precisamos descobrir.

Porto Côvo que eu tanto adoro.

Beijinho e uma flor

2 de maio de 2012 às 23:19  
Blogger oteudoceolhar disse...

...
Porto Côvo, sim senhora minha Flor.
Bem não é bem Côvo, ali é casa, ali é o mundo, ali e tudo o que pode ser e não é...quando todos partem eu fico, quando os outros "vulgarizam", eu elego de eterno, como assim será cada pedra, cada rocha, cada Rua, cada Rosto, dos rostos que conheço desde sempre...Ali é casa, a morada da ultima casa...
Estive lá no Domingo com uns amigos...e lá estive eu no meu Banquinho. Ficava ai se ficava lá sentada até que o mundo se esquece-se de mim...pouco importa.
Mas..vozes mais altas se levantam, e eu ainda faço falta algures por aqui...Hoje a dor, doi e moi...Mas nós as mulheres quase sempre aguentamos a dor, e muita das vezes com um sorriso nos lábios...certo...
NINGUÉM, sabe, nada, como ninguém nunca o saberá...engane-se quem pensa assim...

"Eu só sei que nada sei", já o filosofo dizia...sabê-lo já era muito...
O amanhã quem o viu, com toda a certeza, que se enganou...temos pequenos "flashes", e pensamos saber...Quero ser burra para todo o sempre.
Porque assim estou "livre", para aprender.

E chega minha flor, de "recadinhos" como tu dizes...Se fiz sentido?
Tal vez não, mas hoje é daqueles dias que me custa "respirar"...por isso deixa.

Maria está firme...Obrigada minha querida e sempre presente Flor.

Beijo n´oteudoceolhar.

2 de maio de 2012 às 23:44  
Blogger Impossible-not-fall disse...

Minha querida,
Passar aqui, deu-me força para agarrar a minha vida e ir novamente há luta...

Obrigado oteudoceolhar

3 de maio de 2012 às 16:27  
Blogger Secreta disse...

Por vezes, acreditar, é tudo quanto precisamos!
Enquanto acreditares em ti, nos teus ideais e propósitos , nunca irás desistir.
De resto, uns dias melhores do que outros, uns dias claros e outros escuros...uns dias de lágrimas e outros de risos...
Beijito.

3 de maio de 2012 às 16:32  
Anonymous RuteS. disse...

Esta simplesmente genial!


Facebook.com/pages/bolinhos-com-amor/2980733223546414

3 de maio de 2012 às 17:02  
Blogger oteudoceolhar disse...

Impossible,

A ternura na palavra retribua...minha querida, e recente leitora.
Irás certamente ter tempo para ir conhecendo a Maria.
Se o que eu escrevi, te ajudar de alguma forma a "agarrares" de novo a vida. FORÇA!
Nós somos Mulheres, e podemos TUDO! (humildemente entenda-se). Somos mulheres, mães, filhas, somos a essência...por vezes apenas nos perdemos, mas logo logo, num click acabamos por nos encontrar TEM DE SER, e assim seremos qual uma Fénix.
Atenta ao que diz Maria, nada é igual, tudo existe e coexiste, viver é mais do que sobreviver...Certo?
Sempre que Maria estiver errada, força, é dizê-lo.
FORÇA!

Beijo n´oteudoceolhar.

3 de maio de 2012 às 17:20  
Blogger oteudoceolhar disse...

Secreta,

tu já conheces Maria, quase por dentro como por fora...
Sim uns dias sorrindo, outros chorando...
Hoje o que bate cá dentro é a saudade dos pequeninos braços que à noite ao deitar me abraçam (quando está de bom humor claro, que aquele petit é ferinha).

Estou firme...Sim?
Sim, tu sabes que sim...
Gosto-te!

Beijo n´oteudoceolhar *

3 de maio de 2012 às 17:23  
Blogger Ana Margarida disse...

Espero que sim, minha querida. Obrigada *

5 de maio de 2012 às 13:21  
Blogger Pensando com Arte disse...

Pela primeira vez, pousei neste cantinho! E fico muito grata por tal me acontecer!

Nunca se luta no fora de mar ... mas sempre no dentro de mar ... e este texto diz isso mesmo " Olho à minha volta e questiono se aqueles que em mim habitam, também eles sentem essa necessidade constante da conquista, do conquistar, do ser conquistado."

Beijinhos enormes,
Estou te seguindo se quiseres faz o mesmo,
Pensando com arte.

5 de maio de 2012 às 17:06  
Blogger PauloSilva disse...

Querida, tia.

Sempre irá valer a pena acreditar, lutar. Lutar para acreditar. Por vezes o que faz menos sentido é aquilo a que temos de nos agarrar se queremos acreditar em alguma coisa... Iremos à conquista, de mãos dadas com o sonho e com a vontade de conquistar...

Um beijinho, cheio de vontade de um abraço de mar.

6 de maio de 2012 às 16:02  
Blogger oteudoceolhar disse...

Ana,

Eu também espero, como durante uma vida, tenho esperado. Por vezes canso-me, outras tantas vezes, deixo-me estar.
Um meio termo seria o ideal…por tanto será sempre mais fácil “faz o que eu digo, não faças o que eu faço”
Eu também espero.
Obrigada, pelas palavras…
Beijo n´oteudoceolhar.

7 de maio de 2012 às 15:14  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensando com Arte,

Para quem Ama o Mar, a luta é feita por ele adentro ou fora dele, é preciso é ir á luta, e lutar.
Mesmo que por vezes o nosso Mar possa ser personificado. Aquele é o meu Mar, nele habito, vivo, convido, Luto…
Obrigada, iremo-nos seguir uma à outra…
Beijo n´oteudoceolhar*

7 de maio de 2012 às 15:17  
Blogger oteudoceolhar disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

7 de maio de 2012 às 15:25  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,
Querido sobrinho de sua Tia…sim, vale a pena acreditar, e quando olho o Mar, quero acreditar em cada sopro de vento que ele sobre mim lança, em cada gotinha salgada que trás ao sabor do vento, ao sabor das marés…
Tu lês-me o pensamento?
Por vezes agarramo-nos a cordas invisíveis, que visivelmente ganham forma, ganham vida, e sim criamos mundos nossos, intocáveis, imutáveis, reais, no irreal da vida.
Não me importo, se me agarro a cordas, que me dão alento e alimento, eu agarro-me, forte e firme, e enlaço-me num laço de comunhão, de confiança, tida como minha, de uma conquista tida como ganha…porque no mundo dos outros onde tudo isso se perde, e nos mesmo que diga que palavras leva-as o vento, recebemos pelo vento, a dádiva de “viver”, de estar vivo, de sonhar, de conquistar.
Vamos sim à conquista, de mãos dadas com o sonho, ele comandará sempre a vida…Sempre!
Obrigado meu querido sobrinho “senhor”, das palavras.
Beijo n´oteudoceolhar*

7 de maio de 2012 às 15:27  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

} @media handheld { #wrap { width:90%; } #main-top { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-bot { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-content { width:100%; background:#FFF3DB; } } #inner-wrap { padding:0 50px; } #blog-header { margin-bottom:0px; } #blog-header h1 { margin:0; padding:0 0 6px 0; font-size:225%; font-weight:normal; color:#612E00; } #blog-header h1 a:link { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:visited { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:hover { border:0; text-decoration:none; } #blog-header p { margin:0; padding:0; font-style:italic; font-size:94%; line-height:1.5em; } div.clearer { clear:left; line-height:0; height:10px; margin-bottom:12px; _margin-top:-4px; /* IE Windows target */ background:url("") no-repeat bottom left; } @media all { #main { width:560px; float:left; padding:8px 0; margin-left:-40px; } #sidebar { width:240px; float:right; padding:8px 0; margin-left:-50px; } @media handheld { #main { width:100%; float:none; } #sidebar { width:100%; float:none; } } #footer { clear:both; background:url("") no-repeat top left; padding-top:10px; _padding-top:6px; /* IE Windows target */ } #footer p { line-height:1.5em; font-family:Verdana, sans-serif; font-size:75%; } /* Typography :: Main entry ----------------------------------------------- */ h2.date-header { font-weight:normal; text-transform:capitalize; text-align:right; letter-spacing:.1em; font-size:90%; margin:0; padding:0; } .post { text-align:center; margin:8px 0 24px 0; line-height:1.5em; } h3.post-title { font-weight:normal; text-align:center; font-size:140%; color:#da70cd; margin:0; padding:0; } .post-body p { text-align:center; margin:0 0 .6em 0; } .post-footer { font-family:Verdana, sans-serif; color:#da70cd; font-size:74%; border-top:0px solid #BFB186; padding-top:6px; } .post ul { margin:0; padding:0; } .post li { line-height:1.5em; list-style:none; background:url("") no-repeat 0px .3em; vertical-align:top; padding: 0 0 .6em 17px; margin:0; } /* Typography :: Sidebar ----------------------------------------------- */ h2.sidebar-title { font-weight:normal; font-size:120%; margin:0; padding:0; color:#da70cd; } h2.sidebar-title img { margin-bottom:-4px; } #sidebar ul { font-family:Verdana, sans-serif; font-size:86%; margin:6px 0 12px 0; padding:0; } #sidebar ul li { list-style: none; padding-bottom:6px; margin:0; } #sidebar p { text-align:center; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; margin:0 0 .6em 0; } /* Comments ----------------------------------------------- */ #comments {} #comments h4 { font-weight:normal; font-size:120%; color:#29303B; margin:0; padding:0; } #comments-block { line-height:1.5em; } .comment-poster { background:url("") no-repeat 2px .35em; margin:.5em 0 0; padding:0 0 0 20px; font-weight:bold; } .comment-body { margin:0; padding:0 0 0 20px; } .comment-body p { font-size:100%; margin:0 0 .2em 0; } .comment-timestamp { font-family:Verdana, sans-serif; color:#29303B; font-size:74%; margin:0 0 10px; padding:0 0 .75em 20px; } .comment-timestamp a:link { color:#473624; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:visited { color:#716E6C; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:hover { color:#956839; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:active { color:#956839; text-decoration:none; } .deleted-comment { font-style:italic; color:gray; } .paging-control-container { float: right; margin: 0px 6px 0px 0px; font-size: 80%; } .unneeded-paging-control { visibility: hidden; } /* Profile ----------------------------------------------- */ #profile-container { margin-top:12px; padding-top:12px; height:auto; background:url("") no-repeat top left; } .profile-datablock { margin:0 0 4px 0; } .profile-data { display:inline; margin:0; padding:0 8px 0 0; text-transform:uppercase; letter-spacing:.1em; font-size:90%; color:#211104; } .profile-img {display:inline;} .profile-img img { float:left; margin:0 8px 0 0; border:1px solid #A2907D; padding:2px; } .profile-textblock { font-family:Verdana, sans-serif;font-size:86%;margin:0;padding:0; } .profile-link { margin-top:5px; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; } /* Post photos ----------------------------------------------- */ img.post-photo { border:1px solid #A2907D; padding:4px; } /* Feeds ----------------------------------------------- */ #blogfeeds { } #postfeeds { padding:0 0 12px 20px; }

quarta-feira, 2 de maio de 2012

... "Lutar em Ti meu mar ..."



"Sinto quase como se de uma necessidade se tratasse..
Ler-me, reler-me...
As palavras, lê-las "ver-me" escrita,
procurar sentido no tanto que faz não ter sentido.
Se fizesse...?
Se tudo fizesse sentido, de que nos serviria a "garra",
 as "ganas" de enfrentar o mundo numa partida em busca da glória,
da vitória, de conquistar mundos interiores sem olhar a mundos exteriores?
De que serviria?
O que me leva a ser assim?
A mim eu sei...
Olho à minha volta e questiono se aqueles que em mim habitam, também eles sentem essa necessidade constante da conquista, do conquistar, do ser conquistado.
Será uma busca em busca de afirmação?
Não?
Não, não é, e no dia em que eu entender que a busca da "glória",
se volta apenas e só a isso...resigno-me de uma vez por todas.
Desisto da minha crença, crente de que sim é possível,
ir à conquista de mundos, de máres, nunca dantes navegados, nunca de antes conquistados,
Quanto eu um dia não acreditar, e num leito ensanguentado me deitar,
 repousarei somente, e  só, porque tudo o resto se terá perdido,
pelo caminho do entendimento desentendido, tudo não fará mais sentido.
Enquanto eu acreditar, irei lutar, em Ti meu Mar, contra ventos e marés, enfrento o cabo das tormentas, procuro destruir o velho adamastor, faço da noite dia, e da tempestade a bonanza. Enquanto eu acreditar, não desisto nem desistirei de lutar".

Maria

Beijo n´oteudoceolhar.

(Proíbida cópia parcial ou integral, quer do texto quer da imagem.
Ambos são de minha autoria e estão registados em meu nome. Fevereiro 2012).


 

Etiquetas: , ,

14 Comentários:

Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria minha princesa
Essa busca não é importante! Importante é lutar, o acreditar, mesmo sofrendo porque só assim aprenderemos imenso e compreenderemos algo mais da vida, ela todos os dias nos ensina muita coisa e, quem pensar que sabe tudo é quando não sabem nada, nós vivemos num mundo de sensações que precisamos descobrir.

Porto Côvo que eu tanto adoro.

Beijinho e uma flor

2 de maio de 2012 às 23:19  
Blogger oteudoceolhar disse...

...
Porto Côvo, sim senhora minha Flor.
Bem não é bem Côvo, ali é casa, ali é o mundo, ali e tudo o que pode ser e não é...quando todos partem eu fico, quando os outros "vulgarizam", eu elego de eterno, como assim será cada pedra, cada rocha, cada Rua, cada Rosto, dos rostos que conheço desde sempre...Ali é casa, a morada da ultima casa...
Estive lá no Domingo com uns amigos...e lá estive eu no meu Banquinho. Ficava ai se ficava lá sentada até que o mundo se esquece-se de mim...pouco importa.
Mas..vozes mais altas se levantam, e eu ainda faço falta algures por aqui...Hoje a dor, doi e moi...Mas nós as mulheres quase sempre aguentamos a dor, e muita das vezes com um sorriso nos lábios...certo...
NINGUÉM, sabe, nada, como ninguém nunca o saberá...engane-se quem pensa assim...

"Eu só sei que nada sei", já o filosofo dizia...sabê-lo já era muito...
O amanhã quem o viu, com toda a certeza, que se enganou...temos pequenos "flashes", e pensamos saber...Quero ser burra para todo o sempre.
Porque assim estou "livre", para aprender.

E chega minha flor, de "recadinhos" como tu dizes...Se fiz sentido?
Tal vez não, mas hoje é daqueles dias que me custa "respirar"...por isso deixa.

Maria está firme...Obrigada minha querida e sempre presente Flor.

Beijo n´oteudoceolhar.

2 de maio de 2012 às 23:44  
Blogger Impossible-not-fall disse...

Minha querida,
Passar aqui, deu-me força para agarrar a minha vida e ir novamente há luta...

Obrigado oteudoceolhar

3 de maio de 2012 às 16:27  
Blogger Secreta disse...

Por vezes, acreditar, é tudo quanto precisamos!
Enquanto acreditares em ti, nos teus ideais e propósitos , nunca irás desistir.
De resto, uns dias melhores do que outros, uns dias claros e outros escuros...uns dias de lágrimas e outros de risos...
Beijito.

3 de maio de 2012 às 16:32  
Anonymous RuteS. disse...

Esta simplesmente genial!


Facebook.com/pages/bolinhos-com-amor/2980733223546414

3 de maio de 2012 às 17:02  
Blogger oteudoceolhar disse...

Impossible,

A ternura na palavra retribua...minha querida, e recente leitora.
Irás certamente ter tempo para ir conhecendo a Maria.
Se o que eu escrevi, te ajudar de alguma forma a "agarrares" de novo a vida. FORÇA!
Nós somos Mulheres, e podemos TUDO! (humildemente entenda-se). Somos mulheres, mães, filhas, somos a essência...por vezes apenas nos perdemos, mas logo logo, num click acabamos por nos encontrar TEM DE SER, e assim seremos qual uma Fénix.
Atenta ao que diz Maria, nada é igual, tudo existe e coexiste, viver é mais do que sobreviver...Certo?
Sempre que Maria estiver errada, força, é dizê-lo.
FORÇA!

Beijo n´oteudoceolhar.

3 de maio de 2012 às 17:20  
Blogger oteudoceolhar disse...

Secreta,

tu já conheces Maria, quase por dentro como por fora...
Sim uns dias sorrindo, outros chorando...
Hoje o que bate cá dentro é a saudade dos pequeninos braços que à noite ao deitar me abraçam (quando está de bom humor claro, que aquele petit é ferinha).

Estou firme...Sim?
Sim, tu sabes que sim...
Gosto-te!

Beijo n´oteudoceolhar *

3 de maio de 2012 às 17:23  
Blogger Ana Margarida disse...

Espero que sim, minha querida. Obrigada *

5 de maio de 2012 às 13:21  
Blogger Pensando com Arte disse...

Pela primeira vez, pousei neste cantinho! E fico muito grata por tal me acontecer!

Nunca se luta no fora de mar ... mas sempre no dentro de mar ... e este texto diz isso mesmo " Olho à minha volta e questiono se aqueles que em mim habitam, também eles sentem essa necessidade constante da conquista, do conquistar, do ser conquistado."

Beijinhos enormes,
Estou te seguindo se quiseres faz o mesmo,
Pensando com arte.

5 de maio de 2012 às 17:06  
Blogger PauloSilva disse...

Querida, tia.

Sempre irá valer a pena acreditar, lutar. Lutar para acreditar. Por vezes o que faz menos sentido é aquilo a que temos de nos agarrar se queremos acreditar em alguma coisa... Iremos à conquista, de mãos dadas com o sonho e com a vontade de conquistar...

Um beijinho, cheio de vontade de um abraço de mar.

6 de maio de 2012 às 16:02  
Blogger oteudoceolhar disse...

Ana,

Eu também espero, como durante uma vida, tenho esperado. Por vezes canso-me, outras tantas vezes, deixo-me estar.
Um meio termo seria o ideal…por tanto será sempre mais fácil “faz o que eu digo, não faças o que eu faço”
Eu também espero.
Obrigada, pelas palavras…
Beijo n´oteudoceolhar.

7 de maio de 2012 às 15:14  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensando com Arte,

Para quem Ama o Mar, a luta é feita por ele adentro ou fora dele, é preciso é ir á luta, e lutar.
Mesmo que por vezes o nosso Mar possa ser personificado. Aquele é o meu Mar, nele habito, vivo, convido, Luto…
Obrigada, iremo-nos seguir uma à outra…
Beijo n´oteudoceolhar*

7 de maio de 2012 às 15:17  
Blogger oteudoceolhar disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

7 de maio de 2012 às 15:25  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,
Querido sobrinho de sua Tia…sim, vale a pena acreditar, e quando olho o Mar, quero acreditar em cada sopro de vento que ele sobre mim lança, em cada gotinha salgada que trás ao sabor do vento, ao sabor das marés…
Tu lês-me o pensamento?
Por vezes agarramo-nos a cordas invisíveis, que visivelmente ganham forma, ganham vida, e sim criamos mundos nossos, intocáveis, imutáveis, reais, no irreal da vida.
Não me importo, se me agarro a cordas, que me dão alento e alimento, eu agarro-me, forte e firme, e enlaço-me num laço de comunhão, de confiança, tida como minha, de uma conquista tida como ganha…porque no mundo dos outros onde tudo isso se perde, e nos mesmo que diga que palavras leva-as o vento, recebemos pelo vento, a dádiva de “viver”, de estar vivo, de sonhar, de conquistar.
Vamos sim à conquista, de mãos dadas com o sonho, ele comandará sempre a vida…Sempre!
Obrigado meu querido sobrinho “senhor”, das palavras.
Beijo n´oteudoceolhar*

7 de maio de 2012 às 15:27  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial