! !

quinta-feira, 12 de abril de 2012

..."De que são feitos os sonhos?"... (Última Parte. Discurso)



“Entre o Rio e o Mar … a arte de Amar”.

O sonho comanda a vida…Dizem!
Ainda assim por vezes duvido se não será o oposto. Estou em crer que a vida é que comanda os sonhos.
Assim nasce o sonho de uma vida, transformando este momento num sonho a viver.
A ter em conta as frases: “Vai-te a eles, que um dia o teu dia chegará…”
ou
“Cortar os sonhos de alguém pela raiz é o pior que se pode fazer a alguém…”.
Duas frases que agarrei e de facto, juntar a minha vontade … a vontade de realizar um sonho, fazem com que esteja hoje aqui a olhar estas paredes de outra forma.
Olho-as sob o meu olhar…
Quando há pouco mais de um ano, aqui neste mesmo local, vi uma exposição de fotografia, com tema e estilo diferente do meu, pensei e equacionei “as minhas fotografias também poderiam estar aqui … Quem me dera que este espaço “fosse” meu”.
Seja o que for que move o “Ser”, naquele mesmo dia falei com algumas pessoas e consegui o contacto da srª Dona Sandra F.. Hoje apenas Sandra, e mais do que um nome uma amiga.
Nesse mesmo dia fiz um esboço com alguns registos retirados na altura da minha página do “olhares”, juntei o nome da exposição que desde logo me saltou à mente, e juntei alguns textos do meu blog.
Enviei, sem qualquer expectativa, enviei simplesmente.
“Entre o Rio e o Mar … a arte de Amar”.
Guardo até hoje os e-mails da Sandra. Receber o feedback, tal como recebi de alguém que não nos conhece, que não conhecemos que simplesmente não tem de nos fazer o “favor” ou ter a “gentileza” de nos agradar, é bom, é muito bom.
As palavras da sandra deixaram-me colada ao ecrã (típico). E finalmente conheço a Sandra e sim, mantém-se o sim que me tinha sido dado via e-mail.
Passou este tempo e acreditem que mais parece que o dia de hoje não chegava. Mais parecia que o sonho se podia evaporar. Agradeço à Sandra F. o facto de sim, ter “apostado” em mim, e ter olhado para a minha arte com um olhar critico e ver que a mesma é merecedora destas paredes.
Obrigada.
Agradeço a alguém que é uma pessoa e tanto, e que tem amparado alguns dos meus passos nesta casa, à minha chefe I.A…Pela mão e pelo braço estendidos.
Agradeço aos meus colegas a paciência e a crítica de início ou final de dia.
A mulher é dos “Seres” aquele que mais me fascina, por tudo aquilo que representa e é.
Às “minhas mulheres”.

A outra parte dos agradecimentos, é direcionada àqueles a quem não é preciso dizer nada.
Mas àqueles a quem as palavras serão sempre poucas, para agradecer o tanto, que representam na minha vida.
À minha mãe ao meu filho…pilares, e porto de abrigo.
Há mães e mãezinhas e depois há a minha mãe, que sendo tão minha é única.
Bem como há filhos e filhos sendo o meu único. Inocência de hoje num homem do amanhã.
Aos dois o obrigatório pedido de desculpas, sei que não é nem tem sido fácil aturar-me. Aqui poderia ficar a tão célebre frase “desculpas não se pedem, evitam-se…”. É um facto.
Depois há os meninos de ontem grandes homens de hoje.
Agradeço aos meus irmãos de sangue, João e José Ferreira.
Aos meus sobrinhos Andreia Ferreira (minha modelita de eleição), e Gonçalo Ferreira (meu guitarrista em ascensão).
À minha cunhada Anabela. Ferreira… ao que foi semeado, cresceu e vingou. A nossa amizade. Dizem que a família nos é imposta, e que os amigos são a família que escolhemos, assim sendo, o meu obrigada a dois irmãos escolhidos pelo caminho da vida Luís Geirinhas e António Gomes. O sangue não invalida a que vocês não sejam meus “irmãos”.
Agradeço a “paciência”, a ajuda e o tempo de alguém que entrou na minha vida, com o pé esquerdo, e hoje aos poucos me levou a ver, que na vida temos sempre tanto a aprender, na igualdade bem como na diferença, perante o nosso “semelhante”. Agradeço à Vera, a sua ajuda e presença.
“Thank´s to Charlie”, pelas críticas construtivas, opinião, palavras e a ajuda dada na edição de um ou outro registo… A ti também um obrigado é pouco.
Alguém me disse um dia que o meu melhor ainda estava para vir…
Se este é o meu melhor? Talvez sim ou talvez não …
A vida e tudo o que dela advém, passo a passo dado diariamente podem levar-nos sempre a algo mais…a algo que nos leve até a nós próprios a olharmo-nos e a vermos que nos superamos.
Seja como for. Pode de facto não ser o melhor, mas acreditem como eu acredito que dei o meu melhor para expor aos vossos olhares, e a todos aqueles que olhem para estas paredes…um mundo que os leve e eleve a um outro mundo.
Cor, harmonia, beleza e Paz. Assim traduzo, ao meu olhar as minhas fotografias.
Fica o meu eterno obrigado por sonharem em conjunto comigo o momento que hoje vivo.
Sonhar é bom, muito bom, mas ter com quem sonhar, é bem melhor.

(Ainda uma nota: Diz a frase “por detrás de um grande homem está sempre uma grande mulher”. Por detrás desta “menina-mulher”, estiveram ao longo deste ano três homens. Não vou mencionar os seus nomes, porque eles sabem quem são. Apenas falta aqui um. O meu irmão José Ferreira, que se podia fazer acompanhar do meu sobrinho Diogo Ferreira. De resto, todos aqueles que são importantes na minha vida, que são vida e geram vida em mim, estão hoje aqui. De maior orgulho será para mim Ter o Ser que entre os seres é o “Ser”. Orgulho-me do orgulho que sei sentir hoje a grande Mulher que é a minha Mãe)".

p.s: Sim é extenso o texto, mas se comecei a partilhar o meu sonho com todos aqueles que por aqui passam, finalizo com o que puderia dizer ser a chave de ouro...A voçês que aqui vem e por quem tenho o maior carinho...esta de facto puderia ser a chave de ouro, mas a verdadeira chave de ouro está guardada no meu coração...Porque orgulhosamente, tive comigo todos os que Amo, tal e qual, todos aqueles que são vida e geram vida em mim, tal como referi...e o que está guardado cá dentro, não conseguem (e perdoem a ousadia de o dizer assim), imaginar...
Eu guardo, o sonho, de cada olhar, de cada palavra escrita no meu livro de dedicatórias, de cada gesto, de cada sorriso, de cada beijo e do beijo. Da "pena", do orgulho, de me olharem e de me olhar. Fui uma mulher (menina), não só cumpri com a minha palavra, como sei que a casa que me "ampara", não teve pelo que se envergonhar...
Eu fui capaz...
Tive ajuda...mas acima de tudo, sim é verdade, não deixei de acreditar, mesmo tropeçando e caindo, de que era capaz. NUNCA, mas NUNCA se susbtimem...
Nunca deixem de acreditar nos vossos, sonhos, voem, alto, bem alto...
sonhem, porque sim os sonhos por vezes realizam-se, basta acreditar...fácil!
Nada mas mesmo nada, mas também tudo o que nos cai,
facilmente no "colo", acreditem...não tem este sabor...
Agora?
Ainda sonho com o sonho...e sonho com tudo o resto que está para vir...
A todos o meu obrigado/a por estarem aí e deixarem que partilhe convosco...
o Meu Sonho, sonhado...

Beijo n´oteudoceolhar

Maria Ferreira.



(E como há sempre uma música para tudo, esta música é a "cara" da minha exposição...)




15 Comentários:

Anonymous Secreta disse...

Sabes, hoje depois de ler-te e reler-te, resolvi deixar poucas palavras porque acredito que do pouco se diz muito...
Sinto em ti uma "nova" Maria, ou talvez seja apenas o despertar de uma Maria que sempre existiu e estava adormecida...
Sinto-te feliz, realizada, confiante e senhora de ti! O meu peito ficou a transbordar de alegria por ti.
Um beijo , cheio de carinho.

12 de abril de 2012 às 15:39  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria minha querida amiga
Li e voltei a ler! Agora que te dizer! Apenas que de lágriminha caindo e que estou feliz por ti e por todos aqueles que têm o bem precioso de te ter.
Parabéns muitos Maria.
Hoje relembrei a outra Maria que muito a comparava com a minha filhota que o exmarido tentou matar, gostaria imenso um dia a ouvir falar sobre ela palavras idênticas às tuas.
Te quero muito Maria.`
É feliz se fazes favor.

Beijinho e uma flor

12 de abril de 2012 às 21:40  
Blogger PauloSilva disse...

Olá querida, Tia.

Infelizmente a história de quem nasceu primeiro continua nas nossas mentes. Falemos que não, mas ela existe. A origem, o motivo que parece não existir.

Os sonhos serão agarrados. Mas... (há sempre um) é preciso saber conquista-los, lutar mesmo de joelhos feridos de tanto rastejar! Mas a cabeça em cima, o olhar nas nuvens e na linha do horizonte porque o mundo não desaparece depois dela. O mundo é redondo e o pensamento é infinito. A arte de sonhar é fantástica. É necessária vida. A vida comanda o sonho se a deixarmos, existem outros, outras formas de sonhar, de tentar, de conquistar. Mas o sonho também comanda a vida. Talvez seja isto tudo uma pilha, com ambos os lados que não funcionariam um sem o outro.

Um lento e apaziguador abraço de carinho!

13 de abril de 2012 às 08:01  
Blogger oteudoceolhar disse...

Por vezes é mesmo no pouco que se diz muito…certo?
Algures por aqui existe sim uma Maria, que é a mesma e que estava adormecida (és a segunda pessoa a dizer isso)…
Neste ponto sinto-me muito mais do que realizada…dei a minha palavra e cumpri passo a passo com o que foi delineado e com o que era esperado pela mulher que confiou em mim. E depois é tal como escrevi, as mãos estendidas foram “preciosas”, se não fossem aquelas mãos, a determinação e força era empregue de outra forma. Tudo seria feito, como fiz, mas o “brilho” e gosto era outro.
…Agora é pé ante pé …
Gosto-te.

Beijo n´oteudoceolhar

13 de abril de 2012 às 17:44  
Blogger oteudoceolhar disse...

Ler duas vezes Maria?
O texto é grande não é? E a minha escrita é digamos que “peculiar”, na forma, e na sua construção…adiante. Eu entendi-te, e eu agradeço-te, por me deixares partilhar o fim do sonho, que será sempre o início de um novo sonho…alguém me disse “o teu melhor hoje será sempre o teu pior amanhã”…vamos acreditar que sim, aliás temos de acreditar. Sabes porquê? Só assim poderemos acreditar que um dia…aqueles que amamos (a tua filhota), criam uma força interior, para irem mais além…
Não te vou dizer que é fácil, não é de todo fácil, e o mais importante seria mesmo ela aceitar ajuda, o que nem sempre é fácil…aqui digo, não sou mesmo nada ingrata com a vida…as mãos foram estendidas e o estar, como diz a secreta “adormecida”, trôpega mas mesmo assim com uma “tímida” vontade de andar, levou-me a querer agarrar as mãos, que a vida me colocou à frente.
Também é um facto, nem sempre temos mãos estendidas…Tem fé MUITA, continuo a ter fé, para mim, tem Fé que quando menos esperares as mãos se iram estender para a tua filhota, agora ela é que vai ter de conseguir ter a vontade de aceitar a ajuda…
Também Te quero Muito minha Flor…ao dispor sempre.
Obrigada…ontem fui feliz, hoje caminho e vou andando, amanhã…amanhã aqui estará exposto por palavras o Eu…
Nunca te esqueças, que eu também não me esqueço, da beleza da Fénix…
E quando cair, levanto-me, e se não conseguir, sei que algures estarão umas mãos estendidas que vou aceitar…e qual Fénix renascer.

Beijo n´oteudoceolhar * FORÇA*

13 de abril de 2012 às 17:53  
Blogger oteudoceolhar disse...

“Olá querida Tia…”,

Só essa entrada Pensador, já deixa sua Tia de sorriso nos lábios…Obrigado*
A nossa vida Pensador, são um livro começado e inacabado de histórias …Digo eu que tenho 4 livros acabados, e as histórias são muitas (lindo, procura entender, que um dia entenderás ainda melhor o eu dizer lindo…o blog da Tia vai levar uma volta, eu também tenho uma “Ela”)…
Pensador…os motivos são sempre muitos (cada caso é um caso), a origem (diria somos nós e a nossa ânsia de mais e mais…será?)

Os sonhos…esses “malandros”, que nos comandam nesta vida terrena, sabes porque o digo, porque nós vivemos lá bem no alto, junto aos Deuses do Olimpo, junto da perfeição, desta vida terrena quase “acabada”…nos estes, os das palavras do sonho, sonham e deixam-se comandar pelo SONHO.
Mesmo que os joelhos sangrem, mesmo que nos arrastemos, Ele brilha, o Sol brilha sempre e sempre Pensador…choramos, voltamos a chorar, mas (e sim Pensador, eu também tenho sempre um “mas” pronto a sair debaixo da manga)…nós não negamos o sonho de sonhar ALTO, bem ALTO… o Sentir.
Que mau feitio o nosso já viste? Levamos apanhamos, e voltamos a não negar ao sentir…sabes que mais. Abençoados, somos abençoados, mesmo na dor, pelo menos temos a coragem de voltar a tentar…e sim o sonho comandará sempre a Vida.
Ora aí está uma abracinho a sua Tia, que o aceita, porque também é gente e sim também tem muito respeito e um carinho especial por este sobrinho.
Aproveita bem as Férias Pensador, quando voltares lá pelas tuas bandas vais ver que o sol vai brilhar.
Beijo n´oteudoceolhar*

13 de abril de 2012 às 18:05  
Blogger mundoacores disse...

Que lindo. Muitos mais sonhos realizados para ti. Perlimpimpim de magia. <3

14 de abril de 2012 às 13:06  
Blogger PauloSilva disse...

Olá, minha tia.

Por vezes é necessário pegar na rede das borboletas, nem que seja para apanhar o sentimento que anda fugido. No Olimpo estamos a chegar? Talvez o sonho, ou a cabeça! Ela para lá caminha, e nós deixamos...
Os sonhos são mais que muitos mas a luta é proporcional.
Já tenho saudades do mar, tão nosso.

Vou deixar aqui um beijinho tão grande como o sol que está a romper só agora!

Paulo.

16 de abril de 2012 às 09:13  
Blogger SOL da Esteva disse...

Maria, Querida

Provavelmente o que escrevo para ti não terá impacto, porque tu te conheces bem e disso és consciente.
Antes do reconhecimento do que és e do que representas, assumiste o teu Dom de humildade.
Ser-se bem formada, na educação, nada tem a ver com a gratidão da Alma.
Revelas essa Nobreza ao Homenageares todos quantos estiveram (e estão) contigo nesta empresa.
Tens o Direito pleno de te sentires realizada.
Parabéns.

Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

16 de abril de 2012 às 17:26  
Blogger oteudoceolhar disse...

Sol,

Fiquei… sim fiquei a olhar a tuas palavras (eu e as palavras)…
…sabes (claro que sabes), o caminho que fazemos, muita das vezes apresenta-se aos nossos olhos como (como direi), difícil , não vamos complicar muito nas palavras…
Durante muito, muito tempo, vivi com o pensamento cheio de ideias de fausto, de grandeza, de que o mundo um dia seria meu. Percorri caminhos, conheci gente/gentes, dei passos, e mais passos, a vida levou-me a tombar, pelas minhas escolhas, pelas minhas ideias, convicções e até sonhos…Tombei (muito, e sei que irei voltar a tombar, além de tudo mais é algo natural ao caranguejo), mas quebrei, verguei e aprendi algo que me faltava e que mesmo assim, nem hoje nem nunca me fará um ser perfeito.. Humildade! Bem como olhar um pouco mais para quem sou (aí sim com a ajuda de alguém)…
Aprendi, também que sejam as pessoas como forem, quando nos dão a mão ( agora referindo-me às tuas palavras e ao seu impacto, bem como aos que me estenderam a mão, e me ajudaram, a ver-me a olhar-me), não devemos nunca ser ingratos com a vida, quando a vida nos coloca à frente pessoas que nos “olham” de frente.
Bem, formada … obrigado, faço por isso, e sim na educação, já diz a minha mãe, que um obrigado e um se faz favor não fazem mal a ninguém, bem como um bom dia/tarde/noite…
Sinto-me realizada, sinto…e ainda aqui á uns dias dizia a alguém que me é muito querido “se morresse amanhã, morreria bem mais feliz”, e sim hoje também me conheço um pouco melhor.
Para mim as palavras do meu semelhante tem sempre impacto, e nuito mais quem nos entende pelas palavras sem precisar de ver como somos…pelas palavras, eu acredito que nos vem muito mais, eu gosto de estar por detrás das minhas sem me mostrar muito. Fi-lo por ter sido algo especial, e de outras vezes que fiz idem…não foi por muito mais.
O meu muito obrigado, pelas palavras, e por estares aí…O Sonho comandará sempre a vida e a vida será sempre comandada pelo Sonho…que digo eu? Quem melhor para saber disso do que um poeta?
Beijo n´oteudoceolhar*

16 de abril de 2012 às 17:46  
Blogger Evanir disse...

Senti vontade de te oferecer o calor do sol e o brilho das estrelas.
Mas pensando bem, prefiro agradecer tua amizade e dizer que você é meu presente,
um ser iluminado que consegue trazer ao meu mundo grande carismae alegrias.
Você realmente representa a palavra " AMIZADE " É belissimo ter vc comigo !
Seu carinho e sua amizade me faz muito bem.
Muitas bençãos e vitórias pra você nessa semana.
Que Deus guie seu caminho hoje e sempre.
Carinhosamente te desejo uma semana de paz e na luz.
Beijos no coração.
Evanir.

17 de abril de 2012 às 03:53  
Blogger PauloSilva disse...

Querida Maria,

Nós todos fugimos, não é verdade? Mas apenas aqueles que estão determinados a fugir deles mesmos é que não voltam para trás. Desencontramos o encontrado sem encontrar nada mais.
Esperar é um verbo tão intenso que conjugado na primeira pessoa chega a magoar.
Por falar em sonhos, preciso seguir os meus. Precisamos criar e semear mais essa semente. O mundo gira e não pára. O tempo é alma gémea da confusão.

E se não soubermos quem somos? Sabemos o que queremos. Isso já dita grande parte!

Despeço-me com uma onda, num abraço, do Alentejo e do banco tão conhecido como sempre surpreso.

Paulo.

17 de abril de 2012 às 12:59  
Blogger oteudoceolhar disse...

…é verdade, todos mais cedo ou mais tarde acabamos por fugir…Mas (hei-lo!), todos mais cedo ou mais tarde acabamos por encontrar (temos de acreditar com todas as forças do ser, que somos). E somos porque somos (e um dia dar-me-ás razão), seres grandes, ou se quiseres, grandes seres…tanto me faz…eu quero e vou acreditar que sim. Segue os sonhos, tens uma vida pela frente, um dia ao olhares para trás vais ver muito, e vais ver que te perdeste que te encontraste, que te perderam e que te encontraram….mas serás sempre TU Pensador, a ter de dar o passo em frente só, ou na companhia de uma mão estendida. Temos de querer, e tu tens Força mais do que suficiente para quereres e conseguires, basta ler “…preciso seguir os meus”. Vai sim, vai e fica e vai-nos dando pelas palavras os passos confiantes que tomas, não tenhas medo de cair nem vergonha do dizer… Somos diferentes, e não temos “vergonha” de o ser…
Magoa e muito o verbo conjugado. Mas repara, e se não conjugássemos o verbo?
O mundo gira e vai continuar a girar, e nós vamos continuar a girar com ele, é assim a natureza do ser.
(curioso tenho dois textos, com espaço de tempo entre ambos começados por duas frases que aqui deixamos).
Se aquele banco falasse tanto mas tanto que diria, do Eu, do Tu, do Nós do Vós do Eles…conjuga os verbos, Força e sempre em frente, trava quando tiveres de travar, mas segue, sem medo.
Despeço-me com a visão que me dás lá do mundo, daquele que é meu muito meu.
Força Paulo, esta Tia torce por ti.

17 de abril de 2012 às 13:19  
Blogger Moonlight disse...

Querida Maria,

Apesar de estar bastante ausente hoje tive um tempinho precioso e vim aqui lêr-te.È maravilhosamente belo poder "escutar"palavras tão confiantes e alegres.Saber uma vez mais que os nossos sonhos são possiveis,para isso basta acreditar e investir neles.
Li,parei por momentos e apreciei a beleza pura das tuas fotos,da tua exposiçao...Lindo!
Senti aquilo que tentas transmitir,a Paz,o Amor,a Harmonia e a beleza contida em cada uma delas...posso te dizer que fiquei encantada.
Minha querida Maria nós mulheres temos uma força maior que nos faz mover para planos que por vezes adormaçemos em nós.Mas quando acordamos e decidimos....está decidido,e nada nos pará até atingirmos os nossos fins.Caranguejo!!!!:)))
A tua musica é das mais belas que conheço(á anos que escuto Alan Parson)e cada dia gosto mais.
E é tão engraçado....como cada vez nos acho mais parecidas,se não me levas a mal!
Força maria,pois os sonhos é que comandam a vida,nós somos o fio condutor.

Bjinho cheio de luar

23 de abril de 2012 às 09:52  
Blogger Hugo de Macedo disse...

Boas fotos e bons textos.

Sinceros parabéns.

24 de abril de 2012 às 11:04  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

} @media handheld { #wrap { width:90%; } #main-top { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-bot { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-content { width:100%; background:#FFF3DB; } } #inner-wrap { padding:0 50px; } #blog-header { margin-bottom:0px; } #blog-header h1 { margin:0; padding:0 0 6px 0; font-size:225%; font-weight:normal; color:#612E00; } #blog-header h1 a:link { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:visited { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:hover { border:0; text-decoration:none; } #blog-header p { margin:0; padding:0; font-style:italic; font-size:94%; line-height:1.5em; } div.clearer { clear:left; line-height:0; height:10px; margin-bottom:12px; _margin-top:-4px; /* IE Windows target */ background:url("") no-repeat bottom left; } @media all { #main { width:560px; float:left; padding:8px 0; margin-left:-40px; } #sidebar { width:240px; float:right; padding:8px 0; margin-left:-50px; } @media handheld { #main { width:100%; float:none; } #sidebar { width:100%; float:none; } } #footer { clear:both; background:url("") no-repeat top left; padding-top:10px; _padding-top:6px; /* IE Windows target */ } #footer p { line-height:1.5em; font-family:Verdana, sans-serif; font-size:75%; } /* Typography :: Main entry ----------------------------------------------- */ h2.date-header { font-weight:normal; text-transform:capitalize; text-align:right; letter-spacing:.1em; font-size:90%; margin:0; padding:0; } .post { text-align:center; margin:8px 0 24px 0; line-height:1.5em; } h3.post-title { font-weight:normal; text-align:center; font-size:140%; color:#da70cd; margin:0; padding:0; } .post-body p { text-align:center; margin:0 0 .6em 0; } .post-footer { font-family:Verdana, sans-serif; color:#da70cd; font-size:74%; border-top:0px solid #BFB186; padding-top:6px; } .post ul { margin:0; padding:0; } .post li { line-height:1.5em; list-style:none; background:url("") no-repeat 0px .3em; vertical-align:top; padding: 0 0 .6em 17px; margin:0; } /* Typography :: Sidebar ----------------------------------------------- */ h2.sidebar-title { font-weight:normal; font-size:120%; margin:0; padding:0; color:#da70cd; } h2.sidebar-title img { margin-bottom:-4px; } #sidebar ul { font-family:Verdana, sans-serif; font-size:86%; margin:6px 0 12px 0; padding:0; } #sidebar ul li { list-style: none; padding-bottom:6px; margin:0; } #sidebar p { text-align:center; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; margin:0 0 .6em 0; } /* Comments ----------------------------------------------- */ #comments {} #comments h4 { font-weight:normal; font-size:120%; color:#29303B; margin:0; padding:0; } #comments-block { line-height:1.5em; } .comment-poster { background:url("") no-repeat 2px .35em; margin:.5em 0 0; padding:0 0 0 20px; font-weight:bold; } .comment-body { margin:0; padding:0 0 0 20px; } .comment-body p { font-size:100%; margin:0 0 .2em 0; } .comment-timestamp { font-family:Verdana, sans-serif; color:#29303B; font-size:74%; margin:0 0 10px; padding:0 0 .75em 20px; } .comment-timestamp a:link { color:#473624; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:visited { color:#716E6C; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:hover { color:#956839; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:active { color:#956839; text-decoration:none; } .deleted-comment { font-style:italic; color:gray; } .paging-control-container { float: right; margin: 0px 6px 0px 0px; font-size: 80%; } .unneeded-paging-control { visibility: hidden; } /* Profile ----------------------------------------------- */ #profile-container { margin-top:12px; padding-top:12px; height:auto; background:url("") no-repeat top left; } .profile-datablock { margin:0 0 4px 0; } .profile-data { display:inline; margin:0; padding:0 8px 0 0; text-transform:uppercase; letter-spacing:.1em; font-size:90%; color:#211104; } .profile-img {display:inline;} .profile-img img { float:left; margin:0 8px 0 0; border:1px solid #A2907D; padding:2px; } .profile-textblock { font-family:Verdana, sans-serif;font-size:86%;margin:0;padding:0; } .profile-link { margin-top:5px; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; } /* Post photos ----------------------------------------------- */ img.post-photo { border:1px solid #A2907D; padding:4px; } /* Feeds ----------------------------------------------- */ #blogfeeds { } #postfeeds { padding:0 0 12px 20px; }

quinta-feira, 12 de abril de 2012

..."De que são feitos os sonhos?"... (Última Parte. Discurso)



“Entre o Rio e o Mar … a arte de Amar”.

O sonho comanda a vida…Dizem!
Ainda assim por vezes duvido se não será o oposto. Estou em crer que a vida é que comanda os sonhos.
Assim nasce o sonho de uma vida, transformando este momento num sonho a viver.
A ter em conta as frases: “Vai-te a eles, que um dia o teu dia chegará…”
ou
“Cortar os sonhos de alguém pela raiz é o pior que se pode fazer a alguém…”.
Duas frases que agarrei e de facto, juntar a minha vontade … a vontade de realizar um sonho, fazem com que esteja hoje aqui a olhar estas paredes de outra forma.
Olho-as sob o meu olhar…
Quando há pouco mais de um ano, aqui neste mesmo local, vi uma exposição de fotografia, com tema e estilo diferente do meu, pensei e equacionei “as minhas fotografias também poderiam estar aqui … Quem me dera que este espaço “fosse” meu”.
Seja o que for que move o “Ser”, naquele mesmo dia falei com algumas pessoas e consegui o contacto da srª Dona Sandra F.. Hoje apenas Sandra, e mais do que um nome uma amiga.
Nesse mesmo dia fiz um esboço com alguns registos retirados na altura da minha página do “olhares”, juntei o nome da exposição que desde logo me saltou à mente, e juntei alguns textos do meu blog.
Enviei, sem qualquer expectativa, enviei simplesmente.
“Entre o Rio e o Mar … a arte de Amar”.
Guardo até hoje os e-mails da Sandra. Receber o feedback, tal como recebi de alguém que não nos conhece, que não conhecemos que simplesmente não tem de nos fazer o “favor” ou ter a “gentileza” de nos agradar, é bom, é muito bom.
As palavras da sandra deixaram-me colada ao ecrã (típico). E finalmente conheço a Sandra e sim, mantém-se o sim que me tinha sido dado via e-mail.
Passou este tempo e acreditem que mais parece que o dia de hoje não chegava. Mais parecia que o sonho se podia evaporar. Agradeço à Sandra F. o facto de sim, ter “apostado” em mim, e ter olhado para a minha arte com um olhar critico e ver que a mesma é merecedora destas paredes.
Obrigada.
Agradeço a alguém que é uma pessoa e tanto, e que tem amparado alguns dos meus passos nesta casa, à minha chefe I.A…Pela mão e pelo braço estendidos.
Agradeço aos meus colegas a paciência e a crítica de início ou final de dia.
A mulher é dos “Seres” aquele que mais me fascina, por tudo aquilo que representa e é.
Às “minhas mulheres”.

A outra parte dos agradecimentos, é direcionada àqueles a quem não é preciso dizer nada.
Mas àqueles a quem as palavras serão sempre poucas, para agradecer o tanto, que representam na minha vida.
À minha mãe ao meu filho…pilares, e porto de abrigo.
Há mães e mãezinhas e depois há a minha mãe, que sendo tão minha é única.
Bem como há filhos e filhos sendo o meu único. Inocência de hoje num homem do amanhã.
Aos dois o obrigatório pedido de desculpas, sei que não é nem tem sido fácil aturar-me. Aqui poderia ficar a tão célebre frase “desculpas não se pedem, evitam-se…”. É um facto.
Depois há os meninos de ontem grandes homens de hoje.
Agradeço aos meus irmãos de sangue, João e José Ferreira.
Aos meus sobrinhos Andreia Ferreira (minha modelita de eleição), e Gonçalo Ferreira (meu guitarrista em ascensão).
À minha cunhada Anabela. Ferreira… ao que foi semeado, cresceu e vingou. A nossa amizade. Dizem que a família nos é imposta, e que os amigos são a família que escolhemos, assim sendo, o meu obrigada a dois irmãos escolhidos pelo caminho da vida Luís Geirinhas e António Gomes. O sangue não invalida a que vocês não sejam meus “irmãos”.
Agradeço a “paciência”, a ajuda e o tempo de alguém que entrou na minha vida, com o pé esquerdo, e hoje aos poucos me levou a ver, que na vida temos sempre tanto a aprender, na igualdade bem como na diferença, perante o nosso “semelhante”. Agradeço à Vera, a sua ajuda e presença.
“Thank´s to Charlie”, pelas críticas construtivas, opinião, palavras e a ajuda dada na edição de um ou outro registo… A ti também um obrigado é pouco.
Alguém me disse um dia que o meu melhor ainda estava para vir…
Se este é o meu melhor? Talvez sim ou talvez não …
A vida e tudo o que dela advém, passo a passo dado diariamente podem levar-nos sempre a algo mais…a algo que nos leve até a nós próprios a olharmo-nos e a vermos que nos superamos.
Seja como for. Pode de facto não ser o melhor, mas acreditem como eu acredito que dei o meu melhor para expor aos vossos olhares, e a todos aqueles que olhem para estas paredes…um mundo que os leve e eleve a um outro mundo.
Cor, harmonia, beleza e Paz. Assim traduzo, ao meu olhar as minhas fotografias.
Fica o meu eterno obrigado por sonharem em conjunto comigo o momento que hoje vivo.
Sonhar é bom, muito bom, mas ter com quem sonhar, é bem melhor.

(Ainda uma nota: Diz a frase “por detrás de um grande homem está sempre uma grande mulher”. Por detrás desta “menina-mulher”, estiveram ao longo deste ano três homens. Não vou mencionar os seus nomes, porque eles sabem quem são. Apenas falta aqui um. O meu irmão José Ferreira, que se podia fazer acompanhar do meu sobrinho Diogo Ferreira. De resto, todos aqueles que são importantes na minha vida, que são vida e geram vida em mim, estão hoje aqui. De maior orgulho será para mim Ter o Ser que entre os seres é o “Ser”. Orgulho-me do orgulho que sei sentir hoje a grande Mulher que é a minha Mãe)".

p.s: Sim é extenso o texto, mas se comecei a partilhar o meu sonho com todos aqueles que por aqui passam, finalizo com o que puderia dizer ser a chave de ouro...A voçês que aqui vem e por quem tenho o maior carinho...esta de facto puderia ser a chave de ouro, mas a verdadeira chave de ouro está guardada no meu coração...Porque orgulhosamente, tive comigo todos os que Amo, tal e qual, todos aqueles que são vida e geram vida em mim, tal como referi...e o que está guardado cá dentro, não conseguem (e perdoem a ousadia de o dizer assim), imaginar...
Eu guardo, o sonho, de cada olhar, de cada palavra escrita no meu livro de dedicatórias, de cada gesto, de cada sorriso, de cada beijo e do beijo. Da "pena", do orgulho, de me olharem e de me olhar. Fui uma mulher (menina), não só cumpri com a minha palavra, como sei que a casa que me "ampara", não teve pelo que se envergonhar...
Eu fui capaz...
Tive ajuda...mas acima de tudo, sim é verdade, não deixei de acreditar, mesmo tropeçando e caindo, de que era capaz. NUNCA, mas NUNCA se susbtimem...
Nunca deixem de acreditar nos vossos, sonhos, voem, alto, bem alto...
sonhem, porque sim os sonhos por vezes realizam-se, basta acreditar...fácil!
Nada mas mesmo nada, mas também tudo o que nos cai,
facilmente no "colo", acreditem...não tem este sabor...
Agora?
Ainda sonho com o sonho...e sonho com tudo o resto que está para vir...
A todos o meu obrigado/a por estarem aí e deixarem que partilhe convosco...
o Meu Sonho, sonhado...

Beijo n´oteudoceolhar

Maria Ferreira.



(E como há sempre uma música para tudo, esta música é a "cara" da minha exposição...)




15 Comentários:

Anonymous Secreta disse...

Sabes, hoje depois de ler-te e reler-te, resolvi deixar poucas palavras porque acredito que do pouco se diz muito...
Sinto em ti uma "nova" Maria, ou talvez seja apenas o despertar de uma Maria que sempre existiu e estava adormecida...
Sinto-te feliz, realizada, confiante e senhora de ti! O meu peito ficou a transbordar de alegria por ti.
Um beijo , cheio de carinho.

12 de abril de 2012 às 15:39  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria minha querida amiga
Li e voltei a ler! Agora que te dizer! Apenas que de lágriminha caindo e que estou feliz por ti e por todos aqueles que têm o bem precioso de te ter.
Parabéns muitos Maria.
Hoje relembrei a outra Maria que muito a comparava com a minha filhota que o exmarido tentou matar, gostaria imenso um dia a ouvir falar sobre ela palavras idênticas às tuas.
Te quero muito Maria.`
É feliz se fazes favor.

Beijinho e uma flor

12 de abril de 2012 às 21:40  
Blogger PauloSilva disse...

Olá querida, Tia.

Infelizmente a história de quem nasceu primeiro continua nas nossas mentes. Falemos que não, mas ela existe. A origem, o motivo que parece não existir.

Os sonhos serão agarrados. Mas... (há sempre um) é preciso saber conquista-los, lutar mesmo de joelhos feridos de tanto rastejar! Mas a cabeça em cima, o olhar nas nuvens e na linha do horizonte porque o mundo não desaparece depois dela. O mundo é redondo e o pensamento é infinito. A arte de sonhar é fantástica. É necessária vida. A vida comanda o sonho se a deixarmos, existem outros, outras formas de sonhar, de tentar, de conquistar. Mas o sonho também comanda a vida. Talvez seja isto tudo uma pilha, com ambos os lados que não funcionariam um sem o outro.

Um lento e apaziguador abraço de carinho!

13 de abril de 2012 às 08:01  
Blogger oteudoceolhar disse...

Por vezes é mesmo no pouco que se diz muito…certo?
Algures por aqui existe sim uma Maria, que é a mesma e que estava adormecida (és a segunda pessoa a dizer isso)…
Neste ponto sinto-me muito mais do que realizada…dei a minha palavra e cumpri passo a passo com o que foi delineado e com o que era esperado pela mulher que confiou em mim. E depois é tal como escrevi, as mãos estendidas foram “preciosas”, se não fossem aquelas mãos, a determinação e força era empregue de outra forma. Tudo seria feito, como fiz, mas o “brilho” e gosto era outro.
…Agora é pé ante pé …
Gosto-te.

Beijo n´oteudoceolhar

13 de abril de 2012 às 17:44  
Blogger oteudoceolhar disse...

Ler duas vezes Maria?
O texto é grande não é? E a minha escrita é digamos que “peculiar”, na forma, e na sua construção…adiante. Eu entendi-te, e eu agradeço-te, por me deixares partilhar o fim do sonho, que será sempre o início de um novo sonho…alguém me disse “o teu melhor hoje será sempre o teu pior amanhã”…vamos acreditar que sim, aliás temos de acreditar. Sabes porquê? Só assim poderemos acreditar que um dia…aqueles que amamos (a tua filhota), criam uma força interior, para irem mais além…
Não te vou dizer que é fácil, não é de todo fácil, e o mais importante seria mesmo ela aceitar ajuda, o que nem sempre é fácil…aqui digo, não sou mesmo nada ingrata com a vida…as mãos foram estendidas e o estar, como diz a secreta “adormecida”, trôpega mas mesmo assim com uma “tímida” vontade de andar, levou-me a querer agarrar as mãos, que a vida me colocou à frente.
Também é um facto, nem sempre temos mãos estendidas…Tem fé MUITA, continuo a ter fé, para mim, tem Fé que quando menos esperares as mãos se iram estender para a tua filhota, agora ela é que vai ter de conseguir ter a vontade de aceitar a ajuda…
Também Te quero Muito minha Flor…ao dispor sempre.
Obrigada…ontem fui feliz, hoje caminho e vou andando, amanhã…amanhã aqui estará exposto por palavras o Eu…
Nunca te esqueças, que eu também não me esqueço, da beleza da Fénix…
E quando cair, levanto-me, e se não conseguir, sei que algures estarão umas mãos estendidas que vou aceitar…e qual Fénix renascer.

Beijo n´oteudoceolhar * FORÇA*

13 de abril de 2012 às 17:53  
Blogger oteudoceolhar disse...

“Olá querida Tia…”,

Só essa entrada Pensador, já deixa sua Tia de sorriso nos lábios…Obrigado*
A nossa vida Pensador, são um livro começado e inacabado de histórias …Digo eu que tenho 4 livros acabados, e as histórias são muitas (lindo, procura entender, que um dia entenderás ainda melhor o eu dizer lindo…o blog da Tia vai levar uma volta, eu também tenho uma “Ela”)…
Pensador…os motivos são sempre muitos (cada caso é um caso), a origem (diria somos nós e a nossa ânsia de mais e mais…será?)

Os sonhos…esses “malandros”, que nos comandam nesta vida terrena, sabes porque o digo, porque nós vivemos lá bem no alto, junto aos Deuses do Olimpo, junto da perfeição, desta vida terrena quase “acabada”…nos estes, os das palavras do sonho, sonham e deixam-se comandar pelo SONHO.
Mesmo que os joelhos sangrem, mesmo que nos arrastemos, Ele brilha, o Sol brilha sempre e sempre Pensador…choramos, voltamos a chorar, mas (e sim Pensador, eu também tenho sempre um “mas” pronto a sair debaixo da manga)…nós não negamos o sonho de sonhar ALTO, bem ALTO… o Sentir.
Que mau feitio o nosso já viste? Levamos apanhamos, e voltamos a não negar ao sentir…sabes que mais. Abençoados, somos abençoados, mesmo na dor, pelo menos temos a coragem de voltar a tentar…e sim o sonho comandará sempre a Vida.
Ora aí está uma abracinho a sua Tia, que o aceita, porque também é gente e sim também tem muito respeito e um carinho especial por este sobrinho.
Aproveita bem as Férias Pensador, quando voltares lá pelas tuas bandas vais ver que o sol vai brilhar.
Beijo n´oteudoceolhar*

13 de abril de 2012 às 18:05  
Blogger mundoacores disse...

Que lindo. Muitos mais sonhos realizados para ti. Perlimpimpim de magia. <3

14 de abril de 2012 às 13:06  
Blogger PauloSilva disse...

Olá, minha tia.

Por vezes é necessário pegar na rede das borboletas, nem que seja para apanhar o sentimento que anda fugido. No Olimpo estamos a chegar? Talvez o sonho, ou a cabeça! Ela para lá caminha, e nós deixamos...
Os sonhos são mais que muitos mas a luta é proporcional.
Já tenho saudades do mar, tão nosso.

Vou deixar aqui um beijinho tão grande como o sol que está a romper só agora!

Paulo.

16 de abril de 2012 às 09:13  
Blogger SOL da Esteva disse...

Maria, Querida

Provavelmente o que escrevo para ti não terá impacto, porque tu te conheces bem e disso és consciente.
Antes do reconhecimento do que és e do que representas, assumiste o teu Dom de humildade.
Ser-se bem formada, na educação, nada tem a ver com a gratidão da Alma.
Revelas essa Nobreza ao Homenageares todos quantos estiveram (e estão) contigo nesta empresa.
Tens o Direito pleno de te sentires realizada.
Parabéns.

Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

16 de abril de 2012 às 17:26  
Blogger oteudoceolhar disse...

Sol,

Fiquei… sim fiquei a olhar a tuas palavras (eu e as palavras)…
…sabes (claro que sabes), o caminho que fazemos, muita das vezes apresenta-se aos nossos olhos como (como direi), difícil , não vamos complicar muito nas palavras…
Durante muito, muito tempo, vivi com o pensamento cheio de ideias de fausto, de grandeza, de que o mundo um dia seria meu. Percorri caminhos, conheci gente/gentes, dei passos, e mais passos, a vida levou-me a tombar, pelas minhas escolhas, pelas minhas ideias, convicções e até sonhos…Tombei (muito, e sei que irei voltar a tombar, além de tudo mais é algo natural ao caranguejo), mas quebrei, verguei e aprendi algo que me faltava e que mesmo assim, nem hoje nem nunca me fará um ser perfeito.. Humildade! Bem como olhar um pouco mais para quem sou (aí sim com a ajuda de alguém)…
Aprendi, também que sejam as pessoas como forem, quando nos dão a mão ( agora referindo-me às tuas palavras e ao seu impacto, bem como aos que me estenderam a mão, e me ajudaram, a ver-me a olhar-me), não devemos nunca ser ingratos com a vida, quando a vida nos coloca à frente pessoas que nos “olham” de frente.
Bem, formada … obrigado, faço por isso, e sim na educação, já diz a minha mãe, que um obrigado e um se faz favor não fazem mal a ninguém, bem como um bom dia/tarde/noite…
Sinto-me realizada, sinto…e ainda aqui á uns dias dizia a alguém que me é muito querido “se morresse amanhã, morreria bem mais feliz”, e sim hoje também me conheço um pouco melhor.
Para mim as palavras do meu semelhante tem sempre impacto, e nuito mais quem nos entende pelas palavras sem precisar de ver como somos…pelas palavras, eu acredito que nos vem muito mais, eu gosto de estar por detrás das minhas sem me mostrar muito. Fi-lo por ter sido algo especial, e de outras vezes que fiz idem…não foi por muito mais.
O meu muito obrigado, pelas palavras, e por estares aí…O Sonho comandará sempre a vida e a vida será sempre comandada pelo Sonho…que digo eu? Quem melhor para saber disso do que um poeta?
Beijo n´oteudoceolhar*

16 de abril de 2012 às 17:46  
Blogger Evanir disse...

Senti vontade de te oferecer o calor do sol e o brilho das estrelas.
Mas pensando bem, prefiro agradecer tua amizade e dizer que você é meu presente,
um ser iluminado que consegue trazer ao meu mundo grande carismae alegrias.
Você realmente representa a palavra " AMIZADE " É belissimo ter vc comigo !
Seu carinho e sua amizade me faz muito bem.
Muitas bençãos e vitórias pra você nessa semana.
Que Deus guie seu caminho hoje e sempre.
Carinhosamente te desejo uma semana de paz e na luz.
Beijos no coração.
Evanir.

17 de abril de 2012 às 03:53  
Blogger PauloSilva disse...

Querida Maria,

Nós todos fugimos, não é verdade? Mas apenas aqueles que estão determinados a fugir deles mesmos é que não voltam para trás. Desencontramos o encontrado sem encontrar nada mais.
Esperar é um verbo tão intenso que conjugado na primeira pessoa chega a magoar.
Por falar em sonhos, preciso seguir os meus. Precisamos criar e semear mais essa semente. O mundo gira e não pára. O tempo é alma gémea da confusão.

E se não soubermos quem somos? Sabemos o que queremos. Isso já dita grande parte!

Despeço-me com uma onda, num abraço, do Alentejo e do banco tão conhecido como sempre surpreso.

Paulo.

17 de abril de 2012 às 12:59  
Blogger oteudoceolhar disse...

…é verdade, todos mais cedo ou mais tarde acabamos por fugir…Mas (hei-lo!), todos mais cedo ou mais tarde acabamos por encontrar (temos de acreditar com todas as forças do ser, que somos). E somos porque somos (e um dia dar-me-ás razão), seres grandes, ou se quiseres, grandes seres…tanto me faz…eu quero e vou acreditar que sim. Segue os sonhos, tens uma vida pela frente, um dia ao olhares para trás vais ver muito, e vais ver que te perdeste que te encontraste, que te perderam e que te encontraram….mas serás sempre TU Pensador, a ter de dar o passo em frente só, ou na companhia de uma mão estendida. Temos de querer, e tu tens Força mais do que suficiente para quereres e conseguires, basta ler “…preciso seguir os meus”. Vai sim, vai e fica e vai-nos dando pelas palavras os passos confiantes que tomas, não tenhas medo de cair nem vergonha do dizer… Somos diferentes, e não temos “vergonha” de o ser…
Magoa e muito o verbo conjugado. Mas repara, e se não conjugássemos o verbo?
O mundo gira e vai continuar a girar, e nós vamos continuar a girar com ele, é assim a natureza do ser.
(curioso tenho dois textos, com espaço de tempo entre ambos começados por duas frases que aqui deixamos).
Se aquele banco falasse tanto mas tanto que diria, do Eu, do Tu, do Nós do Vós do Eles…conjuga os verbos, Força e sempre em frente, trava quando tiveres de travar, mas segue, sem medo.
Despeço-me com a visão que me dás lá do mundo, daquele que é meu muito meu.
Força Paulo, esta Tia torce por ti.

17 de abril de 2012 às 13:19  
Blogger Moonlight disse...

Querida Maria,

Apesar de estar bastante ausente hoje tive um tempinho precioso e vim aqui lêr-te.È maravilhosamente belo poder "escutar"palavras tão confiantes e alegres.Saber uma vez mais que os nossos sonhos são possiveis,para isso basta acreditar e investir neles.
Li,parei por momentos e apreciei a beleza pura das tuas fotos,da tua exposiçao...Lindo!
Senti aquilo que tentas transmitir,a Paz,o Amor,a Harmonia e a beleza contida em cada uma delas...posso te dizer que fiquei encantada.
Minha querida Maria nós mulheres temos uma força maior que nos faz mover para planos que por vezes adormaçemos em nós.Mas quando acordamos e decidimos....está decidido,e nada nos pará até atingirmos os nossos fins.Caranguejo!!!!:)))
A tua musica é das mais belas que conheço(á anos que escuto Alan Parson)e cada dia gosto mais.
E é tão engraçado....como cada vez nos acho mais parecidas,se não me levas a mal!
Força maria,pois os sonhos é que comandam a vida,nós somos o fio condutor.

Bjinho cheio de luar

23 de abril de 2012 às 09:52  
Blogger Hugo de Macedo disse...

Boas fotos e bons textos.

Sinceros parabéns.

24 de abril de 2012 às 11:04  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial