! !

domingo, 26 de junho de 2011

... Fecho a caixa de Pandora ...


...
Mais uma vez a abro, e mais uma vez a fecho, aqui e "ali" será um assunto "enterrado".
...
O sol há muito que se foi, depois de um dia de calor infernal, de praia com uma água, de me fazer deixar estar e ali ficar (como sempre acontece), chego a casa, e o barulho confunde-me.
Deixo os sobrinhos, a tratarem do seu banho, depois de eu ter tratado do banho do "petit".
Refugio-me no terraço, onde o escuro permanece "serrado", onde nem os prédios vizinhos me incomodam, porque simplesmente não fazem sentido ali estar.
Abro a água e o quente do corpo confunde-se com o frio da água, espécie de "gelo" que me arrefece e alerta o corpo para tudo o que se passou neste dia.
Fria, fria como uma pedra de gelo...sou eu.
Pelo inicio da tarde recebo uma mensagem, com "pesudo-ordens" de um onde, a que horas, um "pseudo-ultimato".
Estar onde me é "mandado" estar, e se não estivesse, acontecia e fazia.
Mas por alma de quem?
Por quem me tomam?
Quem querem manipular?
Quem querem julgar?
A MIM...
Eu que de pedra e cal me mantive durante 11 anos ... tropeçando, caindo, levantando-me e caindo de novo.
A MIM...
Que amei incondicionalmente e que recebi em troca as "migalhas",
que me eram atiradas...
Santa?
Nunca jamais ... que atire a primeira pedra quem nunca pecou, e eu comecei logo por pecar ao amar, quem um dia me fez acreditar que se ama para a vida ... ILUSÃO.
Dura o tempo que tem de durar, resiste ao que tiver que resistir, toma as formas que tiver de tomar, seja como for...fiz e dei o que tive de dar.
Mas hoje apenas me resta agradecer a forma como fui humilhada, a forma “simples” como alguém se vê livre de um “fardo” que nunca soube carregar, nem teve coragem para tal…
Ainda assim sofrendo, chorando, tropeçando e tendo a tentação de cair de novo, pensando mil e uma vezes ... BASTA!
Fria...
Dão-me um ultimato, de quase 2 horas e pouco mais, invade-me uma raiva, um ódio que me toma, e em menos de meia hora, EU, apareco, porque EU nunca tive de me esconder...EU fui escondida.
Eu mando em mim, nas minhas acções e actos, e hoje BASTA.
Jamais.
Se fui amada, ou não, creio que neste momento, neste estado de alma, nem sequer isso me importa…importa o maior bem que me foi “dado” e por quem lutarei até morrer, e a quem devo o meu AMOR esse sim mais INCONDICIONAL, que é o de MÃE.
Consegui friamente dizer o que apenas queria escrever, mas consegui, porque ninguém seria capaz de o fazer senão EU.
"- Espero que consigas dormir em paz, e com a cabeça bem assente no travesseiro, desejo que sejas muito feliz, porque EU acredita, vou lutar para recuperar, os 11 anos que "perdi"...Porque te amei de forma incondicional, mas hoje já não te amo".
FIM...
Eu sou muito EU...um dia esta mesma pessoa disse "quando um dia descobrires o valor que tens ninguém te agarra...", como já aqui disse ... DESCOBRI.
Só mas em paz comigo e em paz, com o mundo… e quando não estiver, darei contas como sempre fiz, apenas e só a mim (e aos meus).
Maria

Beijo n´oteudoceolhar
(Esta música é apenas e só uma música de que gosto e o significado qe tinha há uma semana atrás já não é o mesmo que tem hoje...a foto, basta olhar, quem a souber intrepretar vê-me Hoje, e no amanhã)

11 Comentários:

Blogger PauloSilva disse...

«Dura o tempo que tem de durar, resiste ao que tiver que resistir, toma as formas que tiver de tomar, seja como for...fiz e dei o que tive de dar.» - Ora ai está. Faremos sempre o que tiver de ser feito da melhor forma minha amiga.

Todos nós amamos de um jeito assim.. Quente e que de repente se torna frio. É amar e desejar deixar :/

Muita força, minha querida Maria. Não são todas as pessoas que colocam um fim no amor que sentem.

26 de junho de 2011 às 11:58  
Blogger oteudoceolhar disse...

Paulo,

pensador, por vezes o mal é ir contra a maré...é viver num "remoinho", ou simplesmente pensar que vivemos, e vamos apenas fingindo. Tens razão, fiz o que tinha a fazer de inicio ao fim e sem nunca deixar de ser culpada. Mas fiz. Done...The End.

Beijo n´oteudoceolhar *

26 de junho de 2011 às 14:16  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria querida
Comovente demais estas tuas palavras!!! Eu sou exageradamente sentimental. Amiga estava a ler-te e a rever a história da minha filha que foram 14 anos, mas o tormento dela ainda não acabou, além de já separada ele já a mandou para os covões como sabes. É isso mesmo amiga continua a remar e se os remos se partirem usa tuas mãos e o coração que tão doridos estão, mas não desistas e sê feliz à tua maneira sem "faz de conta" e faz feliz teu rebento. Amei ler-te além de estar chorona. Força Maria.
Beijinho n,oteudoceolhar

26 de junho de 2011 às 17:34  
Blogger oteudoceolhar disse...

Flor de Jasmim,

...talvez o mundo seja "exageradamente", frio ...para nós sentimentais. É o que há e é nele q devemos viver e conviver...fácil? Nada é ... instruções? Caindo tropeçando "apanhando" e acabando sempre por nos levantarmos, de cabeça erguida.

Beijo n´oteudoceolhar *

26 de junho de 2011 às 21:11  
Blogger Lacorrilha disse...

Finalmente pensaste em ti, que bom.
A partir de agora, és dona da tua vida. Siga para a frente, de cabeça erguida e máquina em punho, de preferência.
Sabes que a rabina está sempre aqui, a torcer para que sejas feliz. E também está sempre pronta para atacar aquele teu 'eu' que teima em querer tapar-te os olhos. Porque tu és especial e ninguém te fica indiferente.
Beijocas

27 de junho de 2011 às 01:59  
Blogger Um brasileiro disse...

oi estive por aqui. muito legal e bonito. gostei. apareça por la. abraços.

27 de junho de 2011 às 02:25  
Blogger oteudoceolhar disse...

Lacorrilha,

minha Rabina boa, tu és a minha "pedrinha" de gelo, mais amorosa.
Acho que mesmo nunca me tendo visto, já me viste de cabeça demasiadas vezes em baixo...e eu também.
Não são precisas muitas palavras...Tu e o Poeta, são pessoas que considero em muito, como sempre disse, muito carinho e respeito pela família P.
Maquina em punho sempre "a vida" da Maria (só passei das 10023 ;))...Aguarda para veres o que aí vem.
Na tarde estou coladinha aí ao pé de ti, para irmos fazer o gosto ao dedo.
OBRIGADA! E dá-me na cabeça, essas tuas festas tem sempre outro sabor (ops!).
Cabeça erguida.

Abracinho e beijo nesse teu sempre doceolhar *

27 de junho de 2011 às 10:32  
Blogger Secreta disse...

Fechas uma porta, e logo de seguida abres outra! Acredita sempre sempre em ti. Nos teus sentimentos, no teu valor! Segue em frente e enfrenta todas as intempéries... a tua felicidade está já ali...
Não olhes para trás. Não dês valor ao que já não o merece.
Beijito...

28 de junho de 2011 às 15:40  
Blogger oteudoceolhar disse...

Secreta,
minha doce Secreta, tu deves ser das mulheres que "aqui" me conhece melhor... Além de sermos imensamente parecidas. Tb tu já me viste demasiadas vezes de cabeça baixa ... em frente, erguida. Sim ... ventos e marés. Beijo n´oteudoceolhar *

28 de junho de 2011 às 16:29  
Blogger Meos Desabafos disse...

Tenho várias coisas a "dizer":
1 - Peço desculpa pela demora, mas apesar de já ter lido parte do texto só hoje o terminei e só hoje o estou a comentar.
2 - Sim, hoje tudo se tornou mais claro e está tudo tão bem escrito que mais parece que assisti a uma novela/série de televisão (quase se assistisse a tudo na vida real mas de fora!)
3 - Ninguém deve agradecer por ser humilhada. Acho que se pode agradecer por muita coisa negativa, mas a humilhação é algo muito baixo que uma pessoa pode fazer a outra (é uma das piores vinganças!)
4 - Obrigado pelo todo o apoio dado!
5 - As razões que levaram a cada uma das nossas situações são um parte diferentes (julgo eu!), mas acaba por ser tudo tão parecido! Vamos seguir em frente. Se bem que eu poderei deixar sempre a "porta aberta", mas no seu caso Eu não o aconselharia, pois como disse a humilhação é algo que nos marca e muito, pela negativa.
Muita força e que os próximos banhos sejam sem "choques térmicos" :)

28 de junho de 2011 às 22:03  
Blogger oteudoceolhar disse...

Meus desabafos,

os motivos, são os meus, e a outra parte terá os seus motivos. Não podemos num dia ser céu no outro inferno ... Isto é de facto uma quase novela...mas não sou actriz nem de cinema nem de novela.
Eu agradeço porque se assim n fosse talvez ainda estivesse a "dormir".
Deixa a porta aberta se assim achares ...luta enquanto tiveres de lutar.
Somos diferentes e com idades diferentes. Contornos parecidos em nada iguais.
Se custa? Não imaginas o quanto...mas o caminho é em frente.
Beijo n´oteudoceolhar *
(choque termico foi logo no dia seguinte :) depois conto)

28 de junho de 2011 às 22:47  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

} @media handheld { #wrap { width:90%; } #main-top { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-bot { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-content { width:100%; background:#FFF3DB; } } #inner-wrap { padding:0 50px; } #blog-header { margin-bottom:0px; } #blog-header h1 { margin:0; padding:0 0 6px 0; font-size:225%; font-weight:normal; color:#612E00; } #blog-header h1 a:link { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:visited { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:hover { border:0; text-decoration:none; } #blog-header p { margin:0; padding:0; font-style:italic; font-size:94%; line-height:1.5em; } div.clearer { clear:left; line-height:0; height:10px; margin-bottom:12px; _margin-top:-4px; /* IE Windows target */ background:url("") no-repeat bottom left; } @media all { #main { width:560px; float:left; padding:8px 0; margin-left:-40px; } #sidebar { width:240px; float:right; padding:8px 0; margin-left:-50px; } @media handheld { #main { width:100%; float:none; } #sidebar { width:100%; float:none; } } #footer { clear:both; background:url("") no-repeat top left; padding-top:10px; _padding-top:6px; /* IE Windows target */ } #footer p { line-height:1.5em; font-family:Verdana, sans-serif; font-size:75%; } /* Typography :: Main entry ----------------------------------------------- */ h2.date-header { font-weight:normal; text-transform:capitalize; text-align:right; letter-spacing:.1em; font-size:90%; margin:0; padding:0; } .post { text-align:center; margin:8px 0 24px 0; line-height:1.5em; } h3.post-title { font-weight:normal; text-align:center; font-size:140%; color:#da70cd; margin:0; padding:0; } .post-body p { text-align:center; margin:0 0 .6em 0; } .post-footer { font-family:Verdana, sans-serif; color:#da70cd; font-size:74%; border-top:0px solid #BFB186; padding-top:6px; } .post ul { margin:0; padding:0; } .post li { line-height:1.5em; list-style:none; background:url("") no-repeat 0px .3em; vertical-align:top; padding: 0 0 .6em 17px; margin:0; } /* Typography :: Sidebar ----------------------------------------------- */ h2.sidebar-title { font-weight:normal; font-size:120%; margin:0; padding:0; color:#da70cd; } h2.sidebar-title img { margin-bottom:-4px; } #sidebar ul { font-family:Verdana, sans-serif; font-size:86%; margin:6px 0 12px 0; padding:0; } #sidebar ul li { list-style: none; padding-bottom:6px; margin:0; } #sidebar p { text-align:center; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; margin:0 0 .6em 0; } /* Comments ----------------------------------------------- */ #comments {} #comments h4 { font-weight:normal; font-size:120%; color:#29303B; margin:0; padding:0; } #comments-block { line-height:1.5em; } .comment-poster { background:url("") no-repeat 2px .35em; margin:.5em 0 0; padding:0 0 0 20px; font-weight:bold; } .comment-body { margin:0; padding:0 0 0 20px; } .comment-body p { font-size:100%; margin:0 0 .2em 0; } .comment-timestamp { font-family:Verdana, sans-serif; color:#29303B; font-size:74%; margin:0 0 10px; padding:0 0 .75em 20px; } .comment-timestamp a:link { color:#473624; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:visited { color:#716E6C; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:hover { color:#956839; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:active { color:#956839; text-decoration:none; } .deleted-comment { font-style:italic; color:gray; } .paging-control-container { float: right; margin: 0px 6px 0px 0px; font-size: 80%; } .unneeded-paging-control { visibility: hidden; } /* Profile ----------------------------------------------- */ #profile-container { margin-top:12px; padding-top:12px; height:auto; background:url("") no-repeat top left; } .profile-datablock { margin:0 0 4px 0; } .profile-data { display:inline; margin:0; padding:0 8px 0 0; text-transform:uppercase; letter-spacing:.1em; font-size:90%; color:#211104; } .profile-img {display:inline;} .profile-img img { float:left; margin:0 8px 0 0; border:1px solid #A2907D; padding:2px; } .profile-textblock { font-family:Verdana, sans-serif;font-size:86%;margin:0;padding:0; } .profile-link { margin-top:5px; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; } /* Post photos ----------------------------------------------- */ img.post-photo { border:1px solid #A2907D; padding:4px; } /* Feeds ----------------------------------------------- */ #blogfeeds { } #postfeeds { padding:0 0 12px 20px; }

domingo, 26 de junho de 2011

... Fecho a caixa de Pandora ...


...
Mais uma vez a abro, e mais uma vez a fecho, aqui e "ali" será um assunto "enterrado".
...
O sol há muito que se foi, depois de um dia de calor infernal, de praia com uma água, de me fazer deixar estar e ali ficar (como sempre acontece), chego a casa, e o barulho confunde-me.
Deixo os sobrinhos, a tratarem do seu banho, depois de eu ter tratado do banho do "petit".
Refugio-me no terraço, onde o escuro permanece "serrado", onde nem os prédios vizinhos me incomodam, porque simplesmente não fazem sentido ali estar.
Abro a água e o quente do corpo confunde-se com o frio da água, espécie de "gelo" que me arrefece e alerta o corpo para tudo o que se passou neste dia.
Fria, fria como uma pedra de gelo...sou eu.
Pelo inicio da tarde recebo uma mensagem, com "pesudo-ordens" de um onde, a que horas, um "pseudo-ultimato".
Estar onde me é "mandado" estar, e se não estivesse, acontecia e fazia.
Mas por alma de quem?
Por quem me tomam?
Quem querem manipular?
Quem querem julgar?
A MIM...
Eu que de pedra e cal me mantive durante 11 anos ... tropeçando, caindo, levantando-me e caindo de novo.
A MIM...
Que amei incondicionalmente e que recebi em troca as "migalhas",
que me eram atiradas...
Santa?
Nunca jamais ... que atire a primeira pedra quem nunca pecou, e eu comecei logo por pecar ao amar, quem um dia me fez acreditar que se ama para a vida ... ILUSÃO.
Dura o tempo que tem de durar, resiste ao que tiver que resistir, toma as formas que tiver de tomar, seja como for...fiz e dei o que tive de dar.
Mas hoje apenas me resta agradecer a forma como fui humilhada, a forma “simples” como alguém se vê livre de um “fardo” que nunca soube carregar, nem teve coragem para tal…
Ainda assim sofrendo, chorando, tropeçando e tendo a tentação de cair de novo, pensando mil e uma vezes ... BASTA!
Fria...
Dão-me um ultimato, de quase 2 horas e pouco mais, invade-me uma raiva, um ódio que me toma, e em menos de meia hora, EU, apareco, porque EU nunca tive de me esconder...EU fui escondida.
Eu mando em mim, nas minhas acções e actos, e hoje BASTA.
Jamais.
Se fui amada, ou não, creio que neste momento, neste estado de alma, nem sequer isso me importa…importa o maior bem que me foi “dado” e por quem lutarei até morrer, e a quem devo o meu AMOR esse sim mais INCONDICIONAL, que é o de MÃE.
Consegui friamente dizer o que apenas queria escrever, mas consegui, porque ninguém seria capaz de o fazer senão EU.
"- Espero que consigas dormir em paz, e com a cabeça bem assente no travesseiro, desejo que sejas muito feliz, porque EU acredita, vou lutar para recuperar, os 11 anos que "perdi"...Porque te amei de forma incondicional, mas hoje já não te amo".
FIM...
Eu sou muito EU...um dia esta mesma pessoa disse "quando um dia descobrires o valor que tens ninguém te agarra...", como já aqui disse ... DESCOBRI.
Só mas em paz comigo e em paz, com o mundo… e quando não estiver, darei contas como sempre fiz, apenas e só a mim (e aos meus).
Maria

Beijo n´oteudoceolhar
(Esta música é apenas e só uma música de que gosto e o significado qe tinha há uma semana atrás já não é o mesmo que tem hoje...a foto, basta olhar, quem a souber intrepretar vê-me Hoje, e no amanhã)

11 Comentários:

Blogger PauloSilva disse...

«Dura o tempo que tem de durar, resiste ao que tiver que resistir, toma as formas que tiver de tomar, seja como for...fiz e dei o que tive de dar.» - Ora ai está. Faremos sempre o que tiver de ser feito da melhor forma minha amiga.

Todos nós amamos de um jeito assim.. Quente e que de repente se torna frio. É amar e desejar deixar :/

Muita força, minha querida Maria. Não são todas as pessoas que colocam um fim no amor que sentem.

26 de junho de 2011 às 11:58  
Blogger oteudoceolhar disse...

Paulo,

pensador, por vezes o mal é ir contra a maré...é viver num "remoinho", ou simplesmente pensar que vivemos, e vamos apenas fingindo. Tens razão, fiz o que tinha a fazer de inicio ao fim e sem nunca deixar de ser culpada. Mas fiz. Done...The End.

Beijo n´oteudoceolhar *

26 de junho de 2011 às 14:16  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria querida
Comovente demais estas tuas palavras!!! Eu sou exageradamente sentimental. Amiga estava a ler-te e a rever a história da minha filha que foram 14 anos, mas o tormento dela ainda não acabou, além de já separada ele já a mandou para os covões como sabes. É isso mesmo amiga continua a remar e se os remos se partirem usa tuas mãos e o coração que tão doridos estão, mas não desistas e sê feliz à tua maneira sem "faz de conta" e faz feliz teu rebento. Amei ler-te além de estar chorona. Força Maria.
Beijinho n,oteudoceolhar

26 de junho de 2011 às 17:34  
Blogger oteudoceolhar disse...

Flor de Jasmim,

...talvez o mundo seja "exageradamente", frio ...para nós sentimentais. É o que há e é nele q devemos viver e conviver...fácil? Nada é ... instruções? Caindo tropeçando "apanhando" e acabando sempre por nos levantarmos, de cabeça erguida.

Beijo n´oteudoceolhar *

26 de junho de 2011 às 21:11  
Blogger Lacorrilha disse...

Finalmente pensaste em ti, que bom.
A partir de agora, és dona da tua vida. Siga para a frente, de cabeça erguida e máquina em punho, de preferência.
Sabes que a rabina está sempre aqui, a torcer para que sejas feliz. E também está sempre pronta para atacar aquele teu 'eu' que teima em querer tapar-te os olhos. Porque tu és especial e ninguém te fica indiferente.
Beijocas

27 de junho de 2011 às 01:59  
Blogger Um brasileiro disse...

oi estive por aqui. muito legal e bonito. gostei. apareça por la. abraços.

27 de junho de 2011 às 02:25  
Blogger oteudoceolhar disse...

Lacorrilha,

minha Rabina boa, tu és a minha "pedrinha" de gelo, mais amorosa.
Acho que mesmo nunca me tendo visto, já me viste de cabeça demasiadas vezes em baixo...e eu também.
Não são precisas muitas palavras...Tu e o Poeta, são pessoas que considero em muito, como sempre disse, muito carinho e respeito pela família P.
Maquina em punho sempre "a vida" da Maria (só passei das 10023 ;))...Aguarda para veres o que aí vem.
Na tarde estou coladinha aí ao pé de ti, para irmos fazer o gosto ao dedo.
OBRIGADA! E dá-me na cabeça, essas tuas festas tem sempre outro sabor (ops!).
Cabeça erguida.

Abracinho e beijo nesse teu sempre doceolhar *

27 de junho de 2011 às 10:32  
Blogger Secreta disse...

Fechas uma porta, e logo de seguida abres outra! Acredita sempre sempre em ti. Nos teus sentimentos, no teu valor! Segue em frente e enfrenta todas as intempéries... a tua felicidade está já ali...
Não olhes para trás. Não dês valor ao que já não o merece.
Beijito...

28 de junho de 2011 às 15:40  
Blogger oteudoceolhar disse...

Secreta,
minha doce Secreta, tu deves ser das mulheres que "aqui" me conhece melhor... Além de sermos imensamente parecidas. Tb tu já me viste demasiadas vezes de cabeça baixa ... em frente, erguida. Sim ... ventos e marés. Beijo n´oteudoceolhar *

28 de junho de 2011 às 16:29  
Blogger Meos Desabafos disse...

Tenho várias coisas a "dizer":
1 - Peço desculpa pela demora, mas apesar de já ter lido parte do texto só hoje o terminei e só hoje o estou a comentar.
2 - Sim, hoje tudo se tornou mais claro e está tudo tão bem escrito que mais parece que assisti a uma novela/série de televisão (quase se assistisse a tudo na vida real mas de fora!)
3 - Ninguém deve agradecer por ser humilhada. Acho que se pode agradecer por muita coisa negativa, mas a humilhação é algo muito baixo que uma pessoa pode fazer a outra (é uma das piores vinganças!)
4 - Obrigado pelo todo o apoio dado!
5 - As razões que levaram a cada uma das nossas situações são um parte diferentes (julgo eu!), mas acaba por ser tudo tão parecido! Vamos seguir em frente. Se bem que eu poderei deixar sempre a "porta aberta", mas no seu caso Eu não o aconselharia, pois como disse a humilhação é algo que nos marca e muito, pela negativa.
Muita força e que os próximos banhos sejam sem "choques térmicos" :)

28 de junho de 2011 às 22:03  
Blogger oteudoceolhar disse...

Meus desabafos,

os motivos, são os meus, e a outra parte terá os seus motivos. Não podemos num dia ser céu no outro inferno ... Isto é de facto uma quase novela...mas não sou actriz nem de cinema nem de novela.
Eu agradeço porque se assim n fosse talvez ainda estivesse a "dormir".
Deixa a porta aberta se assim achares ...luta enquanto tiveres de lutar.
Somos diferentes e com idades diferentes. Contornos parecidos em nada iguais.
Se custa? Não imaginas o quanto...mas o caminho é em frente.
Beijo n´oteudoceolhar *
(choque termico foi logo no dia seguinte :) depois conto)

28 de junho de 2011 às 22:47  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial