! !

sexta-feira, 27 de maio de 2011

... De mim para mim…



Do nada a cabeça cai sobre a secretária…
Do nada sinto uma mão no meu ombro…
- que se passa?
- deixa-me …
-que tens?
-não me toques…repugna-me que o faças.
-porquê?
- deixa-me estar a um canto, não me canses.
-porquê?
-cala-te … já te pedi, deixa-me, desanda, larga-me “caída” por ai, pouco importa.
-porquê?
- tiraste a noite para me dares cabo da paciência? DEIXA-ME, VAI, SAI.
-Achas mesmo que devo? É mesmo isso que sentes?
- que sabes tu acerca do que eu sinto? Que te importa, como, quando, onde? DEIXA-ME.
Eu olho o meu Eu.
-dás-me pena sabes?
-dou?
-dás … covarde. Olha-te ao espelho.
- aqui não há espelhos.
-OLHA-TE AO ESPELHO! Que te leva a estar assim ?
-não quero olhar, sangro, dói…choro, não tenho força…não consigo.
-COVARDE!
E do nada voa sobre o ar uma mão, direita ao rosto que se tinha levantado da secretária…
Um eco que se espalha por toda uma sala, onde se sentem ainda passos aqui e ali, rosto imóveis que não vêem nada do que ali se passa.
-COVARDE! LEVANTA-TE
-Deixa-me estar só.
-E o que tiveste TU este tempo todo senão SÓ?
Estás Só? Ingrata…olha á tua volta e vê…ESTÁS REALMENTE SÓ?
INGRATA. MEXE-TE…MEXE-TE JÀ DISSE!
-e eu quero?
-não só queres como o vais fazer…JÁ!
Sobrevives ao hoje como ao ontem…e no amanhã?
Como tens vivido estes anos todos senão á espera de um amanhã?
O amanhã somos nós que o fazemos ridícula criatura…estás á espera do quê?
Não houve quem tivesse caminhado sobre águas para salvar a humanidade…estás á espera do quê ???
ACORDA…VIVE…RESPIRA …SORRI…AMA QUEM TE AMA…
VIVE, caramba, olha para a frente, no que tens, no que conquistaste, é pouco, mas é teu conquistado por TI, ninguém te deu, ninguém te vai dar.
MEXE-TE …
Sem o fazeres nunca saberás se serias capaz ou não … e serás um humano anulado, mais um ser frustrado, mais um ser que apenas se limita a um fim.
A cabeça retoma a sua posição normal…
Num piscar de olhos, a minha vida passa-me toda pela frente…
Dúvidas?
Tou de pé, mesmo estando sentada.
E se alguém um dia disse:
“quando descobrires o valor que tens nunca mais ninguém te agarra…”
DESCOBRI!

Maria

6 Comentários:

Blogger flor de jasmim disse...

Maria Querida
Existe uma linguagem que compreende, é a linguagem do entusiasmo, das coisas feitas com amor, com vontade, à procura de algo que se deseja, ou em alguém que se acredita. Força minha amiga.
Beijinho no'teudoceolhar

27 de maio de 2011 às 23:49  
Blogger Lacorrilha disse...

E quando já nem o teu 'eu' mais atinado tiver paciência para te aturar, estou cá eu para o substituir.
Beijocas

30 de maio de 2011 às 10:09  
Blogger oteudoceolhar disse...

Entre muitas outras coisas ... eu sei que estás, por isso és tão ESPECIAL para mim. Obrigada Minha Rabina boa *

30 de maio de 2011 às 23:13  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Parabéns pela descoberta. A voz fa tua consciência terá falado mais alto...
Gostei do teu texto. Muito bem construido.
Beijos, querida amiga.

30 de maio de 2011 às 23:52  
Blogger Secreta disse...

Descobriste...mas para isso tiveste de te deixar cair para que a tua consciencia fala-se mais alto.
Por vezes só assim mesmo conseguimos dar a volta por cima...
Cair para nos levantarmos de seguida.
Por vezes precisamos bater no fundo do posso para conseguirmos emergir verdadeiramente.
Um beijito.

31 de maio de 2011 às 15:19  
Blogger Secreta disse...

Só hoje reparei... não é posso é poço * :p
Desculpa! :D

6 de junho de 2011 às 14:27  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

} @media handheld { #wrap { width:90%; } #main-top { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-bot { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-content { width:100%; background:#FFF3DB; } } #inner-wrap { padding:0 50px; } #blog-header { margin-bottom:0px; } #blog-header h1 { margin:0; padding:0 0 6px 0; font-size:225%; font-weight:normal; color:#612E00; } #blog-header h1 a:link { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:visited { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:hover { border:0; text-decoration:none; } #blog-header p { margin:0; padding:0; font-style:italic; font-size:94%; line-height:1.5em; } div.clearer { clear:left; line-height:0; height:10px; margin-bottom:12px; _margin-top:-4px; /* IE Windows target */ background:url("") no-repeat bottom left; } @media all { #main { width:560px; float:left; padding:8px 0; margin-left:-40px; } #sidebar { width:240px; float:right; padding:8px 0; margin-left:-50px; } @media handheld { #main { width:100%; float:none; } #sidebar { width:100%; float:none; } } #footer { clear:both; background:url("") no-repeat top left; padding-top:10px; _padding-top:6px; /* IE Windows target */ } #footer p { line-height:1.5em; font-family:Verdana, sans-serif; font-size:75%; } /* Typography :: Main entry ----------------------------------------------- */ h2.date-header { font-weight:normal; text-transform:capitalize; text-align:right; letter-spacing:.1em; font-size:90%; margin:0; padding:0; } .post { text-align:center; margin:8px 0 24px 0; line-height:1.5em; } h3.post-title { font-weight:normal; text-align:center; font-size:140%; color:#da70cd; margin:0; padding:0; } .post-body p { text-align:center; margin:0 0 .6em 0; } .post-footer { font-family:Verdana, sans-serif; color:#da70cd; font-size:74%; border-top:0px solid #BFB186; padding-top:6px; } .post ul { margin:0; padding:0; } .post li { line-height:1.5em; list-style:none; background:url("") no-repeat 0px .3em; vertical-align:top; padding: 0 0 .6em 17px; margin:0; } /* Typography :: Sidebar ----------------------------------------------- */ h2.sidebar-title { font-weight:normal; font-size:120%; margin:0; padding:0; color:#da70cd; } h2.sidebar-title img { margin-bottom:-4px; } #sidebar ul { font-family:Verdana, sans-serif; font-size:86%; margin:6px 0 12px 0; padding:0; } #sidebar ul li { list-style: none; padding-bottom:6px; margin:0; } #sidebar p { text-align:center; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; margin:0 0 .6em 0; } /* Comments ----------------------------------------------- */ #comments {} #comments h4 { font-weight:normal; font-size:120%; color:#29303B; margin:0; padding:0; } #comments-block { line-height:1.5em; } .comment-poster { background:url("") no-repeat 2px .35em; margin:.5em 0 0; padding:0 0 0 20px; font-weight:bold; } .comment-body { margin:0; padding:0 0 0 20px; } .comment-body p { font-size:100%; margin:0 0 .2em 0; } .comment-timestamp { font-family:Verdana, sans-serif; color:#29303B; font-size:74%; margin:0 0 10px; padding:0 0 .75em 20px; } .comment-timestamp a:link { color:#473624; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:visited { color:#716E6C; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:hover { color:#956839; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:active { color:#956839; text-decoration:none; } .deleted-comment { font-style:italic; color:gray; } .paging-control-container { float: right; margin: 0px 6px 0px 0px; font-size: 80%; } .unneeded-paging-control { visibility: hidden; } /* Profile ----------------------------------------------- */ #profile-container { margin-top:12px; padding-top:12px; height:auto; background:url("") no-repeat top left; } .profile-datablock { margin:0 0 4px 0; } .profile-data { display:inline; margin:0; padding:0 8px 0 0; text-transform:uppercase; letter-spacing:.1em; font-size:90%; color:#211104; } .profile-img {display:inline;} .profile-img img { float:left; margin:0 8px 0 0; border:1px solid #A2907D; padding:2px; } .profile-textblock { font-family:Verdana, sans-serif;font-size:86%;margin:0;padding:0; } .profile-link { margin-top:5px; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; } /* Post photos ----------------------------------------------- */ img.post-photo { border:1px solid #A2907D; padding:4px; } /* Feeds ----------------------------------------------- */ #blogfeeds { } #postfeeds { padding:0 0 12px 20px; }

sexta-feira, 27 de maio de 2011

... De mim para mim…



Do nada a cabeça cai sobre a secretária…
Do nada sinto uma mão no meu ombro…
- que se passa?
- deixa-me …
-que tens?
-não me toques…repugna-me que o faças.
-porquê?
- deixa-me estar a um canto, não me canses.
-porquê?
-cala-te … já te pedi, deixa-me, desanda, larga-me “caída” por ai, pouco importa.
-porquê?
- tiraste a noite para me dares cabo da paciência? DEIXA-ME, VAI, SAI.
-Achas mesmo que devo? É mesmo isso que sentes?
- que sabes tu acerca do que eu sinto? Que te importa, como, quando, onde? DEIXA-ME.
Eu olho o meu Eu.
-dás-me pena sabes?
-dou?
-dás … covarde. Olha-te ao espelho.
- aqui não há espelhos.
-OLHA-TE AO ESPELHO! Que te leva a estar assim ?
-não quero olhar, sangro, dói…choro, não tenho força…não consigo.
-COVARDE!
E do nada voa sobre o ar uma mão, direita ao rosto que se tinha levantado da secretária…
Um eco que se espalha por toda uma sala, onde se sentem ainda passos aqui e ali, rosto imóveis que não vêem nada do que ali se passa.
-COVARDE! LEVANTA-TE
-Deixa-me estar só.
-E o que tiveste TU este tempo todo senão SÓ?
Estás Só? Ingrata…olha á tua volta e vê…ESTÁS REALMENTE SÓ?
INGRATA. MEXE-TE…MEXE-TE JÀ DISSE!
-e eu quero?
-não só queres como o vais fazer…JÁ!
Sobrevives ao hoje como ao ontem…e no amanhã?
Como tens vivido estes anos todos senão á espera de um amanhã?
O amanhã somos nós que o fazemos ridícula criatura…estás á espera do quê?
Não houve quem tivesse caminhado sobre águas para salvar a humanidade…estás á espera do quê ???
ACORDA…VIVE…RESPIRA …SORRI…AMA QUEM TE AMA…
VIVE, caramba, olha para a frente, no que tens, no que conquistaste, é pouco, mas é teu conquistado por TI, ninguém te deu, ninguém te vai dar.
MEXE-TE …
Sem o fazeres nunca saberás se serias capaz ou não … e serás um humano anulado, mais um ser frustrado, mais um ser que apenas se limita a um fim.
A cabeça retoma a sua posição normal…
Num piscar de olhos, a minha vida passa-me toda pela frente…
Dúvidas?
Tou de pé, mesmo estando sentada.
E se alguém um dia disse:
“quando descobrires o valor que tens nunca mais ninguém te agarra…”
DESCOBRI!

Maria

6 Comentários:

Blogger flor de jasmim disse...

Maria Querida
Existe uma linguagem que compreende, é a linguagem do entusiasmo, das coisas feitas com amor, com vontade, à procura de algo que se deseja, ou em alguém que se acredita. Força minha amiga.
Beijinho no'teudoceolhar

27 de maio de 2011 às 23:49  
Blogger Lacorrilha disse...

E quando já nem o teu 'eu' mais atinado tiver paciência para te aturar, estou cá eu para o substituir.
Beijocas

30 de maio de 2011 às 10:09  
Blogger oteudoceolhar disse...

Entre muitas outras coisas ... eu sei que estás, por isso és tão ESPECIAL para mim. Obrigada Minha Rabina boa *

30 de maio de 2011 às 23:13  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Parabéns pela descoberta. A voz fa tua consciência terá falado mais alto...
Gostei do teu texto. Muito bem construido.
Beijos, querida amiga.

30 de maio de 2011 às 23:52  
Blogger Secreta disse...

Descobriste...mas para isso tiveste de te deixar cair para que a tua consciencia fala-se mais alto.
Por vezes só assim mesmo conseguimos dar a volta por cima...
Cair para nos levantarmos de seguida.
Por vezes precisamos bater no fundo do posso para conseguirmos emergir verdadeiramente.
Um beijito.

31 de maio de 2011 às 15:19  
Blogger Secreta disse...

Só hoje reparei... não é posso é poço * :p
Desculpa! :D

6 de junho de 2011 às 14:27  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial