! !

terça-feira, 24 de julho de 2012

..."Diferentes dos demais"...




"Na fragilidade, do frágil ser que somos…
Adormeço, como gotas do orvalho matinal…
Sob o meu rosto adormecido, no teu peito acordado…
Sim Somos…
Somos frágeis, seres adormecidos no sonho acordado, na vida.
Acordados na vida adormecidos no sonho…
Sim somos!
Somos o olhar contemplativo, acordado, ou adormecido.
Somos apenas o que somos.
Somos apenas tudo, e nada…
Mas somos!
Somos nada do muito que nos ocupa…
Tudo e muito mais do que somos.
Frágeis, sim somos…
E no ser, ao invés do parecer…
Somos!
Eu, Tu..Ele.
Nós...
Seres invariavelmente, tidos como comuns, no meio dos demais.
Seres invariavelmente desiguais dos demais.
Porque nós somos, o rosto do ser e do parecer…
Somos o rosto adormecido…
que se estende, pelos verdes campos, regados pelo orvalho matinal,
de gotas e gotinhas de cada sonho nosso.
Porque nós somos…
Sim somos!
Eu sou, Tu és, ele é a conjugação de um só ser.
Aquele que é, aquele que será, não mais,
não a mais, mas sempre diferente dos demais.
Porque nós somos…
Sim  somos!"

Maria.
Beijo n´oteudoceolhar

(Proibida cópia parcial ou integral. Texto de minha autoria, registado em meu nome).

 


13 Comentários:

Blogger folha seca disse...

Maria minha querida
Ao ver o video de Julio Iglesias, recordei um post que um dia publicaste sobre o teres ido com uma amiga ve-lo!
gosto muito desta música.
Sobre o teu texto, não comento para não estragar! Amei, amei, amei,por e simplesmente nele disseste tudo.

Beijinho e uma flor

24 de julho de 2012 às 20:45  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Minha querida Maria

O comentario anterior é meu, mas o meu marido tinha a sessão dele aberta. desculpa.

Beijinho e uma flor

24 de julho de 2012 às 20:56  
Blogger oteudoceolhar disse...

Minha Doce Flor,
achas que ao ler o teu comentário com aquela despedida "Beijinho e uma flor" eu não iria reconhecer o teu "toque" pessoal ?
Mas olha se n for incomodo e como não tenho encontrado nem andado á procura de blogs, amanhã vou espreitar o que blog do teu excelentissimo...pode ser?

Os concertos do Júlio, foram dois com a minha Lena e o meu melhor amigo (restelo), depois uma ida a Portalegre com o meu melhor amigo (foi oferta de prenda de anos, em que o Júlio me mandou um beijo e disse "eres guapissima", depois uma ida ao Herman SIC, em que o Júlio me mandou um beijo, eu era a única que tinha o CD na mão (Noche de quatro Lunas), depois uma ida ao pavilhão atlântico, 3 fila e já grávida se três meses, esse fui sozinha, sou soube que estava grávida meses depois de ter o bilhete, e este ultimo eu que não fui para a plateia para ficar com uma recordão bem mais positiva do que aquela que o rosto dele demonstrava ...
É assim minha Flor, eles também, "crescem" ... Quanto às minhas palavras um OBRIGADA gigante.

Beijo n´oteudoceolhar.

25 de julho de 2012 às 00:25  
Blogger Braulio Pereira disse...

o encanto das tuas palavras
a grandeza do teu coraçâo
a tua voz Celeste
fazes-me olhar ao céu
meus olhos ficaram presos no teu doce olhar
vi passaros a voar


AMEI

beijos vida!

25 de julho de 2012 às 12:47  
Blogger PauloSilva disse...

Antes de mais, querida tia Maria, agradeço a resposta no penúltimo texto. Resposta à qual não irei dar resposta porque já lá está dito. Temos palavras escritas de uniforme no sentir. Todas são iguais, dizem o mesmo. O acordo não é ortográfico mas é sentimental. Ambos sabemos disso.

Este teu pensamento, é tão teu. Que te tornas cada vez mais igual a ti mesma, minha querida tia. Porque assim o és. E o amor é tornarmo-nos um com dois distintos corações. E é o que aqui está. Dois seres reencontrados depois do sentir.

Mas a calma permanece neste texto tão bem acompanhado com a música escolhida e por isso... parabéns. Desta vez creio que fora mesmo chequemate. Mas ninguém perdeu. Ninguém se perdeu.
Só eu, só nós, e o sentimento nas linhas...

Um abraço tão sentido do coração, minha querida Tia. Que o sentir permaneça nestes corações nossos tão ricos!

25 de julho de 2012 às 21:26  
Blogger Impossible-not-fall disse...

Linda Maria....

Na verdade somos como dizes "Somos frágeis, seres adormecidos no sonho acordado, na vida", e cada vez sinto mais essa fragilidade quando falo de amor, quando falo de um nós!!!

Mas aí está um dos nossos maiores defeitos, o medo de vencer e lutar por um amor frágil!!!
Beijinho cheio de carinho

26 de julho de 2012 às 10:56  
Blogger oteudoceolhar disse...

Um obrigada, grande…
O coração de Maria, é grande é pequeno, é um misto que muita das vezes até Maria desconhece.
Voz … Maria está sem voz, e dá apenas voz aos seus textos tal como deves estar a fazer-me crer entender, com música … e esta adoro.
Olha o céu … ola lá bem para o alto, sonha com os mundos de lá, e descreve-os cá, no mundo das palavras.
Obrigada … que seja doce o meu olhar ainda que triste …
Que voem celestes, lá longe dos mundos agrestes, esses pássaros e passarinhos que vistes, que vês… eles sim são livres de serem livres.
Vida…que brote a cada dia …
Obrigada. Beijo n´oteudoceolhar *

26 de julho de 2012 às 12:21  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,

Tu és pura doçura de tão grande Ser que és… Esta tua velha tia já te disse o quanto gosta de ti, o quanto te admira?
Nunca agradeças o que dou, por “prazer” de ter alguém alto, muito alto, que me deixa navegar pelas palavras, que me deixa navegar sem me afundar…as tuas palavras deixam-me com vontade de escrever e reescrever histórias inexistentes.
Temos sim palavras escritas de uniforme, no sentir, sim, é assumidamente sentimental, este acordo que não se quer escrito ou reescrito num qualquer acordo ortográfico.
É sim … este pensamento é muito meu, feito a partir de pensamentos agarrados de outros tantos guardados, de quem tem medo de sentir, dos frágeis seres, tão crentes e descrentes do Amar.
Hoje sou sim igual a mim mesma, e quero manter-me assim, talvez por isso viver na solidão das palavras seja bem mais pacato, e insano, no sentir abalado do coração, sim que ele sente, e eu deixo que ele sinta … eu vivo, pelas palavras o batimento do coração…Não faz mal que assim seja Pensador, sofre-se menos, sonha-se mais…contradigo o que sinto, é certo…mas pelo menos assumidamente sinto, além de que sinto que estou VIVA, e querem-me “morta”.
“E o amor é tornarmo-nos um com dois distintos corações. E é o que aqui está. Dois seres reencontrados depois do sentir”.
Tal e qual, e posteriormente partem, porque tem de partir, e depois voltam, quando tem de voltar…quem sabe um dia remaremos contra todas as marés, num barquinho nosso, lá para a Ilha dos Amores e vivamos em paz, sem temores.
Fé Pensador temos de ter fé, no que somos hoje, e no que seremos amanhã…o mundo, o nosso aos Deuses do Olimpo pertence…mas acima de tudo a Nós, que por c á andamos.

26 de julho de 2012 às 12:32  
Blogger oteudoceolhar disse...

Impossible,

Somos sim frágeis, assumidamente, talvez por isso consigam “entrar” em nós…
Adormeci, acordei, adormeço e acordada me mantenho….Eis a diferença hoje.
Amor…Fogo que arde e se sente … Não sintas medo jamais de Amar (tb sinto por vezes, mas faz o que eu digo não o que eu faço). Ele é frágil, porque é “temido”, mas todos nós queremos ser amados, tanto ou mais quanto queremos amar.
Falei e escrevi, e é tal e qual assim, diferença porém, é que há os que tiveram coragem, perderam-na pelo caminho, há os que deixaram que o mundo lá de fora, entrasse dentro de si, na correria de doidos, nesta sociedade não menos doida…outros há, que se deixam amar, amam, e depois…qual lágrima de sal vão morrer à praia …
Dá tempo, respira, olha o Sol lá fora … quando menos esperares quem te diz que ele não te bate á porta ?
Esse beijinho envolto em carinho…soube pelo “mundo”, este nosso mundo de plavaras…e sentires tão nossos que os demais, não entendem…deixa-os…eles são Frágies!

Beijo n´oteudoceolhar.

26 de julho de 2012 às 12:58  
Blogger Marta disse...

A vida respira no sonho...
Liberta-se no olhar...às vezes, vê tudo, outras está completamente vazio....
Mas quando compreendemos a mensagem escrita no azul....conquistamos o Mundo, mesmo que perdido...
Lindo...
Obrigada pelas visitas...
Beijos e abraços
Marta

26 de julho de 2012 às 20:07  
Blogger PauloSilva disse...

Olá minha querida Tia.
Vim deixar-lhe um pastel de nata acompanhado de uma dentada à beira mar. Molhemos os pés e ancoremos os corações, enlacemos os sentimentos e visualizaremos que nada escorre pela linha fugida do horizonte...
Uma feliz semana!

30 de julho de 2012 às 19:37  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,

mais leve fica a alma e o coração...Obrigada por seres como, e quem és...e sim a única palavra, além mundo de ti será sempre admiração e um carinho muito grande...o Mundo é teu, e pequeno, porque és tão grande*
Comer um pastel de nata à beira mar ... Que sitio melhor??? Porque o Amamos tantp?? Enlacemos e mantemos assim, aquela linha do horizonte que se perde de vista, mas não se perde do coração. Esse só tem de se encontrar, aqui ou além Mar...

Beijo n´oteudoceolhar ao Pensador eleito deste coração de Tia *

31 de julho de 2012 às 10:27  
Blogger Impossible-not-fall disse...

Minha querida tens razão. O mundo lá fora é que é frágil, nós somos apenas frágeis por momentos!!

Beijinho doce

7 de agosto de 2012 às 11:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

} @media handheld { #wrap { width:90%; } #main-top { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-bot { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-content { width:100%; background:#FFF3DB; } } #inner-wrap { padding:0 50px; } #blog-header { margin-bottom:0px; } #blog-header h1 { margin:0; padding:0 0 6px 0; font-size:225%; font-weight:normal; color:#612E00; } #blog-header h1 a:link { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:visited { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:hover { border:0; text-decoration:none; } #blog-header p { margin:0; padding:0; font-style:italic; font-size:94%; line-height:1.5em; } div.clearer { clear:left; line-height:0; height:10px; margin-bottom:12px; _margin-top:-4px; /* IE Windows target */ background:url("") no-repeat bottom left; } @media all { #main { width:560px; float:left; padding:8px 0; margin-left:-40px; } #sidebar { width:240px; float:right; padding:8px 0; margin-left:-50px; } @media handheld { #main { width:100%; float:none; } #sidebar { width:100%; float:none; } } #footer { clear:both; background:url("") no-repeat top left; padding-top:10px; _padding-top:6px; /* IE Windows target */ } #footer p { line-height:1.5em; font-family:Verdana, sans-serif; font-size:75%; } /* Typography :: Main entry ----------------------------------------------- */ h2.date-header { font-weight:normal; text-transform:capitalize; text-align:right; letter-spacing:.1em; font-size:90%; margin:0; padding:0; } .post { text-align:center; margin:8px 0 24px 0; line-height:1.5em; } h3.post-title { font-weight:normal; text-align:center; font-size:140%; color:#da70cd; margin:0; padding:0; } .post-body p { text-align:center; margin:0 0 .6em 0; } .post-footer { font-family:Verdana, sans-serif; color:#da70cd; font-size:74%; border-top:0px solid #BFB186; padding-top:6px; } .post ul { margin:0; padding:0; } .post li { line-height:1.5em; list-style:none; background:url("") no-repeat 0px .3em; vertical-align:top; padding: 0 0 .6em 17px; margin:0; } /* Typography :: Sidebar ----------------------------------------------- */ h2.sidebar-title { font-weight:normal; font-size:120%; margin:0; padding:0; color:#da70cd; } h2.sidebar-title img { margin-bottom:-4px; } #sidebar ul { font-family:Verdana, sans-serif; font-size:86%; margin:6px 0 12px 0; padding:0; } #sidebar ul li { list-style: none; padding-bottom:6px; margin:0; } #sidebar p { text-align:center; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; margin:0 0 .6em 0; } /* Comments ----------------------------------------------- */ #comments {} #comments h4 { font-weight:normal; font-size:120%; color:#29303B; margin:0; padding:0; } #comments-block { line-height:1.5em; } .comment-poster { background:url("") no-repeat 2px .35em; margin:.5em 0 0; padding:0 0 0 20px; font-weight:bold; } .comment-body { margin:0; padding:0 0 0 20px; } .comment-body p { font-size:100%; margin:0 0 .2em 0; } .comment-timestamp { font-family:Verdana, sans-serif; color:#29303B; font-size:74%; margin:0 0 10px; padding:0 0 .75em 20px; } .comment-timestamp a:link { color:#473624; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:visited { color:#716E6C; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:hover { color:#956839; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:active { color:#956839; text-decoration:none; } .deleted-comment { font-style:italic; color:gray; } .paging-control-container { float: right; margin: 0px 6px 0px 0px; font-size: 80%; } .unneeded-paging-control { visibility: hidden; } /* Profile ----------------------------------------------- */ #profile-container { margin-top:12px; padding-top:12px; height:auto; background:url("") no-repeat top left; } .profile-datablock { margin:0 0 4px 0; } .profile-data { display:inline; margin:0; padding:0 8px 0 0; text-transform:uppercase; letter-spacing:.1em; font-size:90%; color:#211104; } .profile-img {display:inline;} .profile-img img { float:left; margin:0 8px 0 0; border:1px solid #A2907D; padding:2px; } .profile-textblock { font-family:Verdana, sans-serif;font-size:86%;margin:0;padding:0; } .profile-link { margin-top:5px; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; } /* Post photos ----------------------------------------------- */ img.post-photo { border:1px solid #A2907D; padding:4px; } /* Feeds ----------------------------------------------- */ #blogfeeds { } #postfeeds { padding:0 0 12px 20px; }

terça-feira, 24 de julho de 2012

..."Diferentes dos demais"...




"Na fragilidade, do frágil ser que somos…
Adormeço, como gotas do orvalho matinal…
Sob o meu rosto adormecido, no teu peito acordado…
Sim Somos…
Somos frágeis, seres adormecidos no sonho acordado, na vida.
Acordados na vida adormecidos no sonho…
Sim somos!
Somos o olhar contemplativo, acordado, ou adormecido.
Somos apenas o que somos.
Somos apenas tudo, e nada…
Mas somos!
Somos nada do muito que nos ocupa…
Tudo e muito mais do que somos.
Frágeis, sim somos…
E no ser, ao invés do parecer…
Somos!
Eu, Tu..Ele.
Nós...
Seres invariavelmente, tidos como comuns, no meio dos demais.
Seres invariavelmente desiguais dos demais.
Porque nós somos, o rosto do ser e do parecer…
Somos o rosto adormecido…
que se estende, pelos verdes campos, regados pelo orvalho matinal,
de gotas e gotinhas de cada sonho nosso.
Porque nós somos…
Sim somos!
Eu sou, Tu és, ele é a conjugação de um só ser.
Aquele que é, aquele que será, não mais,
não a mais, mas sempre diferente dos demais.
Porque nós somos…
Sim  somos!"

Maria.
Beijo n´oteudoceolhar

(Proibida cópia parcial ou integral. Texto de minha autoria, registado em meu nome).

 


13 Comentários:

Blogger folha seca disse...

Maria minha querida
Ao ver o video de Julio Iglesias, recordei um post que um dia publicaste sobre o teres ido com uma amiga ve-lo!
gosto muito desta música.
Sobre o teu texto, não comento para não estragar! Amei, amei, amei,por e simplesmente nele disseste tudo.

Beijinho e uma flor

24 de julho de 2012 às 20:45  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Minha querida Maria

O comentario anterior é meu, mas o meu marido tinha a sessão dele aberta. desculpa.

Beijinho e uma flor

24 de julho de 2012 às 20:56  
Blogger oteudoceolhar disse...

Minha Doce Flor,
achas que ao ler o teu comentário com aquela despedida "Beijinho e uma flor" eu não iria reconhecer o teu "toque" pessoal ?
Mas olha se n for incomodo e como não tenho encontrado nem andado á procura de blogs, amanhã vou espreitar o que blog do teu excelentissimo...pode ser?

Os concertos do Júlio, foram dois com a minha Lena e o meu melhor amigo (restelo), depois uma ida a Portalegre com o meu melhor amigo (foi oferta de prenda de anos, em que o Júlio me mandou um beijo e disse "eres guapissima", depois uma ida ao Herman SIC, em que o Júlio me mandou um beijo, eu era a única que tinha o CD na mão (Noche de quatro Lunas), depois uma ida ao pavilhão atlântico, 3 fila e já grávida se três meses, esse fui sozinha, sou soube que estava grávida meses depois de ter o bilhete, e este ultimo eu que não fui para a plateia para ficar com uma recordão bem mais positiva do que aquela que o rosto dele demonstrava ...
É assim minha Flor, eles também, "crescem" ... Quanto às minhas palavras um OBRIGADA gigante.

Beijo n´oteudoceolhar.

25 de julho de 2012 às 00:25  
Blogger Braulio Pereira disse...

o encanto das tuas palavras
a grandeza do teu coraçâo
a tua voz Celeste
fazes-me olhar ao céu
meus olhos ficaram presos no teu doce olhar
vi passaros a voar


AMEI

beijos vida!

25 de julho de 2012 às 12:47  
Blogger PauloSilva disse...

Antes de mais, querida tia Maria, agradeço a resposta no penúltimo texto. Resposta à qual não irei dar resposta porque já lá está dito. Temos palavras escritas de uniforme no sentir. Todas são iguais, dizem o mesmo. O acordo não é ortográfico mas é sentimental. Ambos sabemos disso.

Este teu pensamento, é tão teu. Que te tornas cada vez mais igual a ti mesma, minha querida tia. Porque assim o és. E o amor é tornarmo-nos um com dois distintos corações. E é o que aqui está. Dois seres reencontrados depois do sentir.

Mas a calma permanece neste texto tão bem acompanhado com a música escolhida e por isso... parabéns. Desta vez creio que fora mesmo chequemate. Mas ninguém perdeu. Ninguém se perdeu.
Só eu, só nós, e o sentimento nas linhas...

Um abraço tão sentido do coração, minha querida Tia. Que o sentir permaneça nestes corações nossos tão ricos!

25 de julho de 2012 às 21:26  
Blogger Impossible-not-fall disse...

Linda Maria....

Na verdade somos como dizes "Somos frágeis, seres adormecidos no sonho acordado, na vida", e cada vez sinto mais essa fragilidade quando falo de amor, quando falo de um nós!!!

Mas aí está um dos nossos maiores defeitos, o medo de vencer e lutar por um amor frágil!!!
Beijinho cheio de carinho

26 de julho de 2012 às 10:56  
Blogger oteudoceolhar disse...

Um obrigada, grande…
O coração de Maria, é grande é pequeno, é um misto que muita das vezes até Maria desconhece.
Voz … Maria está sem voz, e dá apenas voz aos seus textos tal como deves estar a fazer-me crer entender, com música … e esta adoro.
Olha o céu … ola lá bem para o alto, sonha com os mundos de lá, e descreve-os cá, no mundo das palavras.
Obrigada … que seja doce o meu olhar ainda que triste …
Que voem celestes, lá longe dos mundos agrestes, esses pássaros e passarinhos que vistes, que vês… eles sim são livres de serem livres.
Vida…que brote a cada dia …
Obrigada. Beijo n´oteudoceolhar *

26 de julho de 2012 às 12:21  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,

Tu és pura doçura de tão grande Ser que és… Esta tua velha tia já te disse o quanto gosta de ti, o quanto te admira?
Nunca agradeças o que dou, por “prazer” de ter alguém alto, muito alto, que me deixa navegar pelas palavras, que me deixa navegar sem me afundar…as tuas palavras deixam-me com vontade de escrever e reescrever histórias inexistentes.
Temos sim palavras escritas de uniforme, no sentir, sim, é assumidamente sentimental, este acordo que não se quer escrito ou reescrito num qualquer acordo ortográfico.
É sim … este pensamento é muito meu, feito a partir de pensamentos agarrados de outros tantos guardados, de quem tem medo de sentir, dos frágeis seres, tão crentes e descrentes do Amar.
Hoje sou sim igual a mim mesma, e quero manter-me assim, talvez por isso viver na solidão das palavras seja bem mais pacato, e insano, no sentir abalado do coração, sim que ele sente, e eu deixo que ele sinta … eu vivo, pelas palavras o batimento do coração…Não faz mal que assim seja Pensador, sofre-se menos, sonha-se mais…contradigo o que sinto, é certo…mas pelo menos assumidamente sinto, além de que sinto que estou VIVA, e querem-me “morta”.
“E o amor é tornarmo-nos um com dois distintos corações. E é o que aqui está. Dois seres reencontrados depois do sentir”.
Tal e qual, e posteriormente partem, porque tem de partir, e depois voltam, quando tem de voltar…quem sabe um dia remaremos contra todas as marés, num barquinho nosso, lá para a Ilha dos Amores e vivamos em paz, sem temores.
Fé Pensador temos de ter fé, no que somos hoje, e no que seremos amanhã…o mundo, o nosso aos Deuses do Olimpo pertence…mas acima de tudo a Nós, que por c á andamos.

26 de julho de 2012 às 12:32  
Blogger oteudoceolhar disse...

Impossible,

Somos sim frágeis, assumidamente, talvez por isso consigam “entrar” em nós…
Adormeci, acordei, adormeço e acordada me mantenho….Eis a diferença hoje.
Amor…Fogo que arde e se sente … Não sintas medo jamais de Amar (tb sinto por vezes, mas faz o que eu digo não o que eu faço). Ele é frágil, porque é “temido”, mas todos nós queremos ser amados, tanto ou mais quanto queremos amar.
Falei e escrevi, e é tal e qual assim, diferença porém, é que há os que tiveram coragem, perderam-na pelo caminho, há os que deixaram que o mundo lá de fora, entrasse dentro de si, na correria de doidos, nesta sociedade não menos doida…outros há, que se deixam amar, amam, e depois…qual lágrima de sal vão morrer à praia …
Dá tempo, respira, olha o Sol lá fora … quando menos esperares quem te diz que ele não te bate á porta ?
Esse beijinho envolto em carinho…soube pelo “mundo”, este nosso mundo de plavaras…e sentires tão nossos que os demais, não entendem…deixa-os…eles são Frágies!

Beijo n´oteudoceolhar.

26 de julho de 2012 às 12:58  
Blogger Marta disse...

A vida respira no sonho...
Liberta-se no olhar...às vezes, vê tudo, outras está completamente vazio....
Mas quando compreendemos a mensagem escrita no azul....conquistamos o Mundo, mesmo que perdido...
Lindo...
Obrigada pelas visitas...
Beijos e abraços
Marta

26 de julho de 2012 às 20:07  
Blogger PauloSilva disse...

Olá minha querida Tia.
Vim deixar-lhe um pastel de nata acompanhado de uma dentada à beira mar. Molhemos os pés e ancoremos os corações, enlacemos os sentimentos e visualizaremos que nada escorre pela linha fugida do horizonte...
Uma feliz semana!

30 de julho de 2012 às 19:37  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,

mais leve fica a alma e o coração...Obrigada por seres como, e quem és...e sim a única palavra, além mundo de ti será sempre admiração e um carinho muito grande...o Mundo é teu, e pequeno, porque és tão grande*
Comer um pastel de nata à beira mar ... Que sitio melhor??? Porque o Amamos tantp?? Enlacemos e mantemos assim, aquela linha do horizonte que se perde de vista, mas não se perde do coração. Esse só tem de se encontrar, aqui ou além Mar...

Beijo n´oteudoceolhar ao Pensador eleito deste coração de Tia *

31 de julho de 2012 às 10:27  
Blogger Impossible-not-fall disse...

Minha querida tens razão. O mundo lá fora é que é frágil, nós somos apenas frágeis por momentos!!

Beijinho doce

7 de agosto de 2012 às 11:16  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial