! !

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

... A despedida ...




Não bato com a porta, não é necessário.
Tapo as mobílias, lençóis brancos que se estendem.
Lençóis brancos onde está escrito que volto.
Olho ao meu redor, e vejo…
Está tudo no sítio, está tudo guardado.
O farol, e banquinho, as memórias…e o meu Mar.
Levo-o com a certeza de que volto.
Ele sabe, eu sei …
Fecho os olhos, e retorno a ver tudo…
O Cheiro da maresia confunde-se, e perde-se em mim.
Sinto saudades, já sinto saudades do dia em que voltarei.
Eu sinto, mas não vale a pena sentir, porque eu volto…
Tenho a certeza que volto.
Fecho a porta, perante o olhar do por do sol,
Bem longe na Tua imensidão, que olho e torno a olhar.
Levo-te comigo, a cada passo que dou,
Levo-te sempre.
Tem sido sempre assim.
Porta fechada, e o caminho é o de casa.
Aquela que fica no mundo dos outros,
Aquela que me abriga, hoje, para poder amanhã voltar…
Nunca, nunca deixarei o lugar de onde parti, e aonde voltarei,
Aqui eu sei, que estou em casa.
Aqui eu sei, que sempre e para todo o sempre voltarei.

Maria

Beijo n´oteudoceolhar

8 Comentários:

Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria minha querida amiga
Lindo demais!!! Amei como sempre amo o que escreves, sinto uma força interior ao ler as tuas palavras sentidas e sofridas.
Beijinho n,oteudoceolhar

10 de agosto de 2011 às 23:21  
Blogger oteudoceolhar disse...

Minha Flor,

começas a ser das minhas mais feis leitoras...obrigada! Sei que me entendes, ou não fosses tu mulher.

Obrigada beijo n´oteudoceolhar.

10 de agosto de 2011 às 23:36  
Blogger PauloSilva disse...

Agradecido minha querida amiga Maria pelas suas palavras!

Apenas feche a porta ao que não deseja que entre mais. Esteja de saída ou por entrar. Abra sempre a porta aos seus pés de sonhos e a sua cabeça de coração.

Um beijo enorme nesse peito tão sensível *

11 de agosto de 2011 às 19:38  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Querida
Vim deixar um beijinho n,oteudoceolhar e aquele abraço bem apertado que nós sentimos, quero que o sinta sei que é dificil mas pode ser confortante.

11 de agosto de 2011 às 22:26  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,

não tem de agradecer.
Maria gosta como escreves. Ali tudo o que mais desejo, está ali, aquele é o meu mundo, não o mundo dos outros...não posso explicar. Um dia vou e não volto.

"Pés de sonhos e a sua cabeça de coração..." Lindo Pensador, onde vais tu desencantar essas coisas? Só quem sente as palavras sabe...eu, que sei eu. Quando for grande, também vou escrever assim.

Beijo n´oteudoceolhar.

11 de agosto de 2011 às 23:02  
Blogger Check Point Charlie disse...

Mary, my sweet Mary.
Mesmo que uma porta se feche, existe sempre uma janela; mesmo que o Sol se ponha, vai nascer no dia a seguir; mesmo que fisicamente não estejas lá, existe sempre a memória do(s) momento(s).

Um beijo n'oteudoceolhar

Charlie

12 de agosto de 2011 às 12:25  
Blogger oteudoceolhar disse...

Charlie,
my sweet, sweet Charlie. Verdade existe algures uma janela que se abre e abrirá sempre ... Para todos nós caminhantes pela estrada da vida. Olha o horizonte...Imenso verdade? A memória/s e o momento/s vivo as de hoje e fico aguardando, sem pressa ... sem pressa q as flutes estão onde devem estar e o champagnhe está no gelo...quem sabe um dia não vamos brindar cada um com a sua flute, perante o olhar atento, deste mar que eu tanto Amo e que tu tanto respeitas (eu partilho o Mar).

Um beijo n´oteudoceolhar Mary.

13 de agosto de 2011 às 15:40  
Blogger A.S. disse...

O regresso às origens, para voltar a sentir o sabor da seiva primitiva...

Beijos!
AL

17 de agosto de 2011 às 14:13  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

} @media handheld { #wrap { width:90%; } #main-top { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-bot { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-content { width:100%; background:#FFF3DB; } } #inner-wrap { padding:0 50px; } #blog-header { margin-bottom:0px; } #blog-header h1 { margin:0; padding:0 0 6px 0; font-size:225%; font-weight:normal; color:#612E00; } #blog-header h1 a:link { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:visited { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:hover { border:0; text-decoration:none; } #blog-header p { margin:0; padding:0; font-style:italic; font-size:94%; line-height:1.5em; } div.clearer { clear:left; line-height:0; height:10px; margin-bottom:12px; _margin-top:-4px; /* IE Windows target */ background:url("") no-repeat bottom left; } @media all { #main { width:560px; float:left; padding:8px 0; margin-left:-40px; } #sidebar { width:240px; float:right; padding:8px 0; margin-left:-50px; } @media handheld { #main { width:100%; float:none; } #sidebar { width:100%; float:none; } } #footer { clear:both; background:url("") no-repeat top left; padding-top:10px; _padding-top:6px; /* IE Windows target */ } #footer p { line-height:1.5em; font-family:Verdana, sans-serif; font-size:75%; } /* Typography :: Main entry ----------------------------------------------- */ h2.date-header { font-weight:normal; text-transform:capitalize; text-align:right; letter-spacing:.1em; font-size:90%; margin:0; padding:0; } .post { text-align:center; margin:8px 0 24px 0; line-height:1.5em; } h3.post-title { font-weight:normal; text-align:center; font-size:140%; color:#da70cd; margin:0; padding:0; } .post-body p { text-align:center; margin:0 0 .6em 0; } .post-footer { font-family:Verdana, sans-serif; color:#da70cd; font-size:74%; border-top:0px solid #BFB186; padding-top:6px; } .post ul { margin:0; padding:0; } .post li { line-height:1.5em; list-style:none; background:url("") no-repeat 0px .3em; vertical-align:top; padding: 0 0 .6em 17px; margin:0; } /* Typography :: Sidebar ----------------------------------------------- */ h2.sidebar-title { font-weight:normal; font-size:120%; margin:0; padding:0; color:#da70cd; } h2.sidebar-title img { margin-bottom:-4px; } #sidebar ul { font-family:Verdana, sans-serif; font-size:86%; margin:6px 0 12px 0; padding:0; } #sidebar ul li { list-style: none; padding-bottom:6px; margin:0; } #sidebar p { text-align:center; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; margin:0 0 .6em 0; } /* Comments ----------------------------------------------- */ #comments {} #comments h4 { font-weight:normal; font-size:120%; color:#29303B; margin:0; padding:0; } #comments-block { line-height:1.5em; } .comment-poster { background:url("") no-repeat 2px .35em; margin:.5em 0 0; padding:0 0 0 20px; font-weight:bold; } .comment-body { margin:0; padding:0 0 0 20px; } .comment-body p { font-size:100%; margin:0 0 .2em 0; } .comment-timestamp { font-family:Verdana, sans-serif; color:#29303B; font-size:74%; margin:0 0 10px; padding:0 0 .75em 20px; } .comment-timestamp a:link { color:#473624; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:visited { color:#716E6C; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:hover { color:#956839; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:active { color:#956839; text-decoration:none; } .deleted-comment { font-style:italic; color:gray; } .paging-control-container { float: right; margin: 0px 6px 0px 0px; font-size: 80%; } .unneeded-paging-control { visibility: hidden; } /* Profile ----------------------------------------------- */ #profile-container { margin-top:12px; padding-top:12px; height:auto; background:url("") no-repeat top left; } .profile-datablock { margin:0 0 4px 0; } .profile-data { display:inline; margin:0; padding:0 8px 0 0; text-transform:uppercase; letter-spacing:.1em; font-size:90%; color:#211104; } .profile-img {display:inline;} .profile-img img { float:left; margin:0 8px 0 0; border:1px solid #A2907D; padding:2px; } .profile-textblock { font-family:Verdana, sans-serif;font-size:86%;margin:0;padding:0; } .profile-link { margin-top:5px; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; } /* Post photos ----------------------------------------------- */ img.post-photo { border:1px solid #A2907D; padding:4px; } /* Feeds ----------------------------------------------- */ #blogfeeds { } #postfeeds { padding:0 0 12px 20px; }

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

... A despedida ...




Não bato com a porta, não é necessário.
Tapo as mobílias, lençóis brancos que se estendem.
Lençóis brancos onde está escrito que volto.
Olho ao meu redor, e vejo…
Está tudo no sítio, está tudo guardado.
O farol, e banquinho, as memórias…e o meu Mar.
Levo-o com a certeza de que volto.
Ele sabe, eu sei …
Fecho os olhos, e retorno a ver tudo…
O Cheiro da maresia confunde-se, e perde-se em mim.
Sinto saudades, já sinto saudades do dia em que voltarei.
Eu sinto, mas não vale a pena sentir, porque eu volto…
Tenho a certeza que volto.
Fecho a porta, perante o olhar do por do sol,
Bem longe na Tua imensidão, que olho e torno a olhar.
Levo-te comigo, a cada passo que dou,
Levo-te sempre.
Tem sido sempre assim.
Porta fechada, e o caminho é o de casa.
Aquela que fica no mundo dos outros,
Aquela que me abriga, hoje, para poder amanhã voltar…
Nunca, nunca deixarei o lugar de onde parti, e aonde voltarei,
Aqui eu sei, que estou em casa.
Aqui eu sei, que sempre e para todo o sempre voltarei.

Maria

Beijo n´oteudoceolhar

8 Comentários:

Blogger Flor de Jasmim disse...

Maria minha querida amiga
Lindo demais!!! Amei como sempre amo o que escreves, sinto uma força interior ao ler as tuas palavras sentidas e sofridas.
Beijinho n,oteudoceolhar

10 de agosto de 2011 às 23:21  
Blogger oteudoceolhar disse...

Minha Flor,

começas a ser das minhas mais feis leitoras...obrigada! Sei que me entendes, ou não fosses tu mulher.

Obrigada beijo n´oteudoceolhar.

10 de agosto de 2011 às 23:36  
Blogger PauloSilva disse...

Agradecido minha querida amiga Maria pelas suas palavras!

Apenas feche a porta ao que não deseja que entre mais. Esteja de saída ou por entrar. Abra sempre a porta aos seus pés de sonhos e a sua cabeça de coração.

Um beijo enorme nesse peito tão sensível *

11 de agosto de 2011 às 19:38  
Blogger Flor de Jasmim disse...

Querida
Vim deixar um beijinho n,oteudoceolhar e aquele abraço bem apertado que nós sentimos, quero que o sinta sei que é dificil mas pode ser confortante.

11 de agosto de 2011 às 22:26  
Blogger oteudoceolhar disse...

Pensador,

não tem de agradecer.
Maria gosta como escreves. Ali tudo o que mais desejo, está ali, aquele é o meu mundo, não o mundo dos outros...não posso explicar. Um dia vou e não volto.

"Pés de sonhos e a sua cabeça de coração..." Lindo Pensador, onde vais tu desencantar essas coisas? Só quem sente as palavras sabe...eu, que sei eu. Quando for grande, também vou escrever assim.

Beijo n´oteudoceolhar.

11 de agosto de 2011 às 23:02  
Blogger Check Point Charlie disse...

Mary, my sweet Mary.
Mesmo que uma porta se feche, existe sempre uma janela; mesmo que o Sol se ponha, vai nascer no dia a seguir; mesmo que fisicamente não estejas lá, existe sempre a memória do(s) momento(s).

Um beijo n'oteudoceolhar

Charlie

12 de agosto de 2011 às 12:25  
Blogger oteudoceolhar disse...

Charlie,
my sweet, sweet Charlie. Verdade existe algures uma janela que se abre e abrirá sempre ... Para todos nós caminhantes pela estrada da vida. Olha o horizonte...Imenso verdade? A memória/s e o momento/s vivo as de hoje e fico aguardando, sem pressa ... sem pressa q as flutes estão onde devem estar e o champagnhe está no gelo...quem sabe um dia não vamos brindar cada um com a sua flute, perante o olhar atento, deste mar que eu tanto Amo e que tu tanto respeitas (eu partilho o Mar).

Um beijo n´oteudoceolhar Mary.

13 de agosto de 2011 às 15:40  
Blogger A.S. disse...

O regresso às origens, para voltar a sentir o sabor da seiva primitiva...

Beijos!
AL

17 de agosto de 2011 às 14:13  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial