! !

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

...“Vejo-te nos meus sonhos…”




"-vejo-te nos meus sonhos.
Diz-me com um ar sonhador, no rosto.
Procuro em mim a resposta às questões: “será que me vê nos seus sonhos?
Como me vê ela no seus sonhos?
Será que me vê mesmo?”
Coloco a mim mesmo questões para as quais não vejo, nem encontro resposta.
Coloco questões a mim que simplesmente encontro em Ti…
Encontro-me nela sem a ver, encontro-me nela sem a ter,
encontro nela o que nela deposito, o que dela tiro.
O ar que me falta quando quero “respirar”,
esvai-se e por vezes sinto-me quase como se a esvair-me estivesse.
Pesa-me a mente, pesa-me a vontade da ilusão que voa desmedidamente.
Pesa-me o peso de a querer e não a ter.
Apetece-me escrever-lhe cartas, cartas envoltas num sabor agri-doce,
o sabor que retiro de mim, quando para mim olho.
Sinto-lhe os beijos, sinto-lhe os desejos, sinto como se sentada ao meu lado estivesse.
Pateta é o “poeta” que quer fazer poemas sem os saber fazer.
Que sei eu de juntar palavras?
Nada!
Não as junto, não as uno mas sinto-me em comunhão com as mesmas.
Poeta queria ser, para a ti devolver parte do meu ser,
e não ser, que entre ser foge de si mesmo.
Será que ias ler os meus poemas?
Será?
Não sou poeta tão pouco.
Mero mortal, que se sente “imortalizado” num sonho que vive em ti.
Com o que sonhas tu?
Eu sou sonho?
Sou mero sonho, ou vês-me na tua realidade?
Queria, eu queria ser poeta.
Queria, para te escrever palavras,
que voassem sobre campos de estrelas de um céu estrelado
de beijos que te mandaria, juntamente com um recado.
“vês-me nos teus sonhos?”
Queria uma resposta simples, uma simples resposta, apenas e só três letras.
“Sim”.
Um sim, deste-me um sim.
E eu que queria apenas três letras sonho com a conjugação dessas três letras numa frase.
"Sim… vejo-te nos meus sonhos”.

Maria Ferreira

Beijo n´oteudoceolhar.

(alguém um dia disse-me "vejo-te nos meus sonhos", eu passei para a pele desse alguém...
porque simplesmente não sabia se era sonho de alguém...Hoje sou!!
...data do escrito algures 2011)

3 Comentários:

Blogger Delfim Peixoto disse...

Delicadamente lindo! Gostei muito. " Apenas três letras: sim"! Beijo

19 de setembro de 2016 às 12:27  
Blogger lua singular disse...

Querida,
As três letras que mai gosto são:
( Eu te amo)
Gostei muito
Beijos
Lua Singular


19 de setembro de 2016 às 15:57  
Blogger POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Encantadores versos. Parabéns. Uma maravilhosa semana

19 de setembro de 2016 às 18:23  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

} @media handheld { #wrap { width:90%; } #main-top { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-bot { width:100%; background:#FFF3DB; } #main-content { width:100%; background:#FFF3DB; } } #inner-wrap { padding:0 50px; } #blog-header { margin-bottom:0px; } #blog-header h1 { margin:0; padding:0 0 6px 0; font-size:225%; font-weight:normal; color:#612E00; } #blog-header h1 a:link { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:visited { text-decoration:none; } #blog-header h1 a:hover { border:0; text-decoration:none; } #blog-header p { margin:0; padding:0; font-style:italic; font-size:94%; line-height:1.5em; } div.clearer { clear:left; line-height:0; height:10px; margin-bottom:12px; _margin-top:-4px; /* IE Windows target */ background:url("") no-repeat bottom left; } @media all { #main { width:560px; float:left; padding:8px 0; margin-left:-40px; } #sidebar { width:240px; float:right; padding:8px 0; margin-left:-50px; } @media handheld { #main { width:100%; float:none; } #sidebar { width:100%; float:none; } } #footer { clear:both; background:url("") no-repeat top left; padding-top:10px; _padding-top:6px; /* IE Windows target */ } #footer p { line-height:1.5em; font-family:Verdana, sans-serif; font-size:75%; } /* Typography :: Main entry ----------------------------------------------- */ h2.date-header { font-weight:normal; text-transform:capitalize; text-align:right; letter-spacing:.1em; font-size:90%; margin:0; padding:0; } .post { text-align:center; margin:8px 0 24px 0; line-height:1.5em; } h3.post-title { font-weight:normal; text-align:center; font-size:140%; color:#da70cd; margin:0; padding:0; } .post-body p { text-align:center; margin:0 0 .6em 0; } .post-footer { font-family:Verdana, sans-serif; color:#da70cd; font-size:74%; border-top:0px solid #BFB186; padding-top:6px; } .post ul { margin:0; padding:0; } .post li { line-height:1.5em; list-style:none; background:url("") no-repeat 0px .3em; vertical-align:top; padding: 0 0 .6em 17px; margin:0; } /* Typography :: Sidebar ----------------------------------------------- */ h2.sidebar-title { font-weight:normal; font-size:120%; margin:0; padding:0; color:#da70cd; } h2.sidebar-title img { margin-bottom:-4px; } #sidebar ul { font-family:Verdana, sans-serif; font-size:86%; margin:6px 0 12px 0; padding:0; } #sidebar ul li { list-style: none; padding-bottom:6px; margin:0; } #sidebar p { text-align:center; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; margin:0 0 .6em 0; } /* Comments ----------------------------------------------- */ #comments {} #comments h4 { font-weight:normal; font-size:120%; color:#29303B; margin:0; padding:0; } #comments-block { line-height:1.5em; } .comment-poster { background:url("") no-repeat 2px .35em; margin:.5em 0 0; padding:0 0 0 20px; font-weight:bold; } .comment-body { margin:0; padding:0 0 0 20px; } .comment-body p { font-size:100%; margin:0 0 .2em 0; } .comment-timestamp { font-family:Verdana, sans-serif; color:#29303B; font-size:74%; margin:0 0 10px; padding:0 0 .75em 20px; } .comment-timestamp a:link { color:#473624; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:visited { color:#716E6C; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:hover { color:#956839; text-decoration:underline; } .comment-timestamp a:active { color:#956839; text-decoration:none; } .deleted-comment { font-style:italic; color:gray; } .paging-control-container { float: right; margin: 0px 6px 0px 0px; font-size: 80%; } .unneeded-paging-control { visibility: hidden; } /* Profile ----------------------------------------------- */ #profile-container { margin-top:12px; padding-top:12px; height:auto; background:url("") no-repeat top left; } .profile-datablock { margin:0 0 4px 0; } .profile-data { display:inline; margin:0; padding:0 8px 0 0; text-transform:uppercase; letter-spacing:.1em; font-size:90%; color:#211104; } .profile-img {display:inline;} .profile-img img { float:left; margin:0 8px 0 0; border:1px solid #A2907D; padding:2px; } .profile-textblock { font-family:Verdana, sans-serif;font-size:86%;margin:0;padding:0; } .profile-link { margin-top:5px; font-family:Verdana,sans-serif; font-size:86%; } /* Post photos ----------------------------------------------- */ img.post-photo { border:1px solid #A2907D; padding:4px; } /* Feeds ----------------------------------------------- */ #blogfeeds { } #postfeeds { padding:0 0 12px 20px; }

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

...“Vejo-te nos meus sonhos…”




"-vejo-te nos meus sonhos.
Diz-me com um ar sonhador, no rosto.
Procuro em mim a resposta às questões: “será que me vê nos seus sonhos?
Como me vê ela no seus sonhos?
Será que me vê mesmo?”
Coloco a mim mesmo questões para as quais não vejo, nem encontro resposta.
Coloco questões a mim que simplesmente encontro em Ti…
Encontro-me nela sem a ver, encontro-me nela sem a ter,
encontro nela o que nela deposito, o que dela tiro.
O ar que me falta quando quero “respirar”,
esvai-se e por vezes sinto-me quase como se a esvair-me estivesse.
Pesa-me a mente, pesa-me a vontade da ilusão que voa desmedidamente.
Pesa-me o peso de a querer e não a ter.
Apetece-me escrever-lhe cartas, cartas envoltas num sabor agri-doce,
o sabor que retiro de mim, quando para mim olho.
Sinto-lhe os beijos, sinto-lhe os desejos, sinto como se sentada ao meu lado estivesse.
Pateta é o “poeta” que quer fazer poemas sem os saber fazer.
Que sei eu de juntar palavras?
Nada!
Não as junto, não as uno mas sinto-me em comunhão com as mesmas.
Poeta queria ser, para a ti devolver parte do meu ser,
e não ser, que entre ser foge de si mesmo.
Será que ias ler os meus poemas?
Será?
Não sou poeta tão pouco.
Mero mortal, que se sente “imortalizado” num sonho que vive em ti.
Com o que sonhas tu?
Eu sou sonho?
Sou mero sonho, ou vês-me na tua realidade?
Queria, eu queria ser poeta.
Queria, para te escrever palavras,
que voassem sobre campos de estrelas de um céu estrelado
de beijos que te mandaria, juntamente com um recado.
“vês-me nos teus sonhos?”
Queria uma resposta simples, uma simples resposta, apenas e só três letras.
“Sim”.
Um sim, deste-me um sim.
E eu que queria apenas três letras sonho com a conjugação dessas três letras numa frase.
"Sim… vejo-te nos meus sonhos”.

Maria Ferreira

Beijo n´oteudoceolhar.

(alguém um dia disse-me "vejo-te nos meus sonhos", eu passei para a pele desse alguém...
porque simplesmente não sabia se era sonho de alguém...Hoje sou!!
...data do escrito algures 2011)

3 Comentários:

Blogger Delfim Peixoto disse...

Delicadamente lindo! Gostei muito. " Apenas três letras: sim"! Beijo

19 de setembro de 2016 às 12:27  
Blogger lua singular disse...

Querida,
As três letras que mai gosto são:
( Eu te amo)
Gostei muito
Beijos
Lua Singular


19 de setembro de 2016 às 15:57  
Blogger POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Encantadores versos. Parabéns. Uma maravilhosa semana

19 de setembro de 2016 às 18:23  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial